A situação do Paraná na temporada de 2021 é desesperadora. A derrota para o Botafogo-SP, por 1 a 0, na noite do último sábado, na Vila Capanema, deixa o torcedor paranista apreensivo. É claro que a disputa da Série C ainda está em sua fase inicial, porém, dentro de campo, o Tricolor não mostra nada que dê um fio de esperanças à torcida.

Com salários atrasados, o abatimento é notório dentro do elenco e foi evidenciado pelo técnico Maurílio ao final da partida. Essa tal "negatividade" citada pelo treinador paira sobre a Vila Capanema há algumas temporadas. Entra ano, sai ano e é a mesma coisa.

+ Veja a tabela da Série C

Os novos reforços que chegam já entram no tal ambiente negativo. O "fio de esperança" que a torcida tem vem da parceria com a FDA Sports, que ainda não foi formalizada e explicada de fato pela diretoria do clube, que havia prometido transparência após a renúncia de Leonardo Oliveira.

Agora, o Paraná terá mais uma semana de trabalho até o próximo compromisso na Série C. No domingo, a equipe recebe o Figueirense, novamente na Vila Capanema, com o objetivo de encerrar um jejum de gols e de vitórias que já chega a cinco jogos.

O que significaria uma nova derrota? Nada apaga o que o ídolo Maurílio fez com a camisa do Tricolor. Porém, o seu trabalho como técnico já é questionado, principalmente, pela passividade do time em campo, insistência com alguns atletas, como o atacante Gustavinho, e a não utilização de jogadores promovidos das categorias de base.

Participe da conversa!
0