Atrás da China no quadro de medalhas durante todos os Jogos de Tóquio (posição que só se alterou nesta última madrugada, e com contribuição do nosso vôlei feminino), os Estados Unidos passaram a divulgar o quadro de outra forma, alterando o critério oficial, que leva em conta as medalhas de ouro, utilizando prata e bronze apenas como critério de desempate. O The New York Times inaugurou a moda e, depois, até o Comitê Olímpico dos Estados Unidos a seguiu, divulgando o quadro de medalhas com os norte-americanos em 1º lugar pelo critério do número total de medalhas. Se eles puderam manipular os números de medalhas para divulgar, oficialmente, de uma forma que os favorecesse, por que não podemos fazer o mesmo?

+ Siga o quadro de medalhas da Olimpíada de Tóquio 2021 em tempo real!

Como o critério do número total de medalhas não mudaria nada para o Brasil, nos mantendo no mesmo histórico 12º lugar do quadro de medalhas. Pensamos num outro critério mais vantajoso: O Brasil não trouxe “apenas” sete medalhas de ouro, né? Não foram só sete brasileiros que tiveram a dourada pendurada no peito. Só no futebol, 22 atletas receberam o prêmio máximo de uma Olimpíada. Então, por que não contar o número total de medalhas recebidas pelos atletas brasileiros?

Mesmo não tendo o mesmo desempenho em esportes coletivos que na Rio 2016, com ouro no futebol e no vôlei, a contagem pelo número total de medalhas recebidas pelos atletas favorece o Brasil. Com o ouro no futebol e na dupla feminina na vela, saltamos para 29 medalhas douradas. Somamos, ainda, 17 de prata (com as 12 do vôlei feminino) e nove de bronze (com a dupla do tênis feminino). Um total de 57 medalhas conquistadas pelo Brasil.

Com 56 atletas voltando de Tóquio com medalha (Rebeca Andrade ganhou duas), 18,5% da delegação brasileira, que era composta por 302 competidores, subiu ao pódio nestes Jogos.

Aplicando o mesmo critério para todos os países (e assim descobrimos que uma seleção de beisebol tem 24 atletas), teríamos o Brasil em 10º lugar do quadro de medalhas esse ano. Se um Caeleb Dressel da vida pode levar cinco medalhas de ouro em uma mesma Olimpíada, Santos, Daniel Alves, Bruno Guimarães, Richarlison não podem levar, pelo menos, uma medalha cada um?

Confira como ficou o nosso quadro de medalhas, com o total de medalhas de ouro entregues a atletas de cada país:

PosiçãoPaísMedalhas de Ouro
Estados Unidos100
Japão68
França63
China57
Com. Olímpico Russo43
Grã-Bretanha38
Canadá35
Austrália31
Países Baixos31
10ºBrasil29
11ºNova Zelândia27
12ºAlemanha18
13ºItália18
14ºCoréia do Sul18
15ºHungria9

Com essa ousada brincadeira com o quadro de medalhas, concluímos nossa participação na cobertura olímpica. Mais uma vez, registro o agradecimento a toda equipe do UmDois Esportes e daqui três anos, tem mais. Foi muito legal compartilhar impressões e contar histórias neste espaço e, certamente, esse "compromisso" ajudou bastante na difícil missão de virar as noites assistindo aos Jogos. Vem, Paris!

Participe da conversa!
0