Maurílio não é mais técnico do Paraná. Ele não resistiu à derrota para o Grêmio Novorizontino por 2 a 0, na segunda-feira (19), e foi demitido pela diretoria após a oitava rodada da Série C do Campeonato Brasileiro.

Eliminado no Paranaense e na primeira fase da Copa do Brasil, o Tricolor está na zona de rebaixamento do Grupo B da Série C, com apenas sete pontos. A equipe tem apenas duas vitórias, um empate e cinco derrotas no campeonato. Aproveitamento de apenas 29,2%.

Ídolo do clube, Maurílio foi contratado pelo Tricolor no início de fevereiro, depois que Márcio Coelho não chegou a um acordo com a diretoria. O ex-atacante chegou com apoio total da torcida, mas os resultados e o desempenho do time acabaram deixando insustentável a permanência do treinador.

Nesta terça-feira (20), inclusive, a torcida organizada Fúria Independente chegou a cobrar a demissão de Maurílio. O ex-técnico já vinha tendo seu trabalho questionado há algum tempo, mas ganhou sobrevida depois da chegada da parceria com a FDA Sports e após as vitórias sobre São José, pela quinta rodada, e sobre o Mirassol, pela sétima rodada. Mas a derrota contra o Novorizontino em casa foi a gota d'água.

Após pouco mais de cinco meses, o Maurílio deixa o comando depois de 22 jogos, com apenas seis vitórias, cinco empates e 11 derrotas, com 18 gols marcados e 26 gols sofridos. Com apenas 34% de aproveitamento.

A demissão foi anunciada pelo site oficial do Paraná. O auxiliar-técnico Ageu Gonçalves e o preparador físico Marcos Walczak também deixam o clube. O coordenador técnico Saulo Freitas segue.

"O Paraná Clube comunica o desligamento do técnico Maurílio Silva, na tarde desta terça-feira. Agradecemos pelo trabalho realizado durante o período em que esteve conosco e desejamos sucesso na sequência da carreira", escreveu o clube no site oficial.

O Paraná será comandado, por enquanto, pelo auxiliar Jorge Ferreira. O Tricolor já volta a campo na sexta-feira (23), às 20h, contra o lanterna Oeste, na Arena Barueri, pela última rodada do turno.

Maurílio fez apenas seu terceiro melhor trabalho como técnico

Se foi ídolo como jogador, como treinador Maurílio ainda não conseguiu emplacar um trabalho longevo. O Paraná foi apenas seu terceiro maior trabalho. Antes, o ídolo paranista comandou o Uniclinic por 26 jogos (2016), o Asa por 25 jogos (2017) e dois clubes menores do Ceará, o Maranguape e o Boa Viagem, também pelos mesmos 22 jogos, em 2010 e 2011 respectivamente, no começo da carreira.

Veja todos os trabalhos da curta carreira de Maurílio como treinador.

Veja, abaixo, o desempenho de Maurílio como técnico do Paraná:

  • Cianorte 1x0 Paraná
  • FC Cascavel 1x0 Paraná
  • Toledo 0x2 Paraná
  • Paraná 1x1 Londrina
  • Paraná 2x2 Maringá
  • Coritiba 5x0 Paraná
  • Cianorte 0x1 Paraná
  • Paraná 0x1 Athletico
  • Paraná 2x0 Rio Branco
  • Cascavel CR 1x2 Paraná
  • Azuriz 0x0 Paraná
  • Paraná 0x1 Operário
  • Paraná 0x1 Athletico
  • Ypiranga-RS 2x0 Paraná
  • Paraná 0x1 Botafogo-SP
  • Paraná 1x1 Figueirense
  • Athletico 0x0 Paraná
  • Ituano 2x1 Paraná
  • Paraná 3x1 São José
  • Criciúma 2x0 Paraná
  • Mirassol 0x3 Paraná
  • Paraná 0x2 Grêmio Novorizontino
Participe da conversa!
0