De acordo com a Central Estadual de Transplantes, a doação de órgãos do presidente da Fúria Independente, Mauro Machado Urbim, autorizada por sua família após a morte do torcedor, na última segunda-feira, deve beneficiar até sete pessoas. A informação foi dada ao G1.

Maurinho, como era conhecido, morreu dois dias após ficar internado por ter sido pisoteado por um cavalo da Polícia Militar, no intervalo do jogo entre Paraná Clube e FC Cascavel, nos arredores da Vila Capanema.

Segundo informações do G1, três órgãos do torcedor já haviam sido encaminhados para procedimentos e beneficiado três pessoas. O corpo de Mauro Urbim será velado no ginásio 2 da Sede da Kennedy, a partir das 6h desta quinta-feira (4). O sepultamento acontece às 14h no Cemitério Parque Jardim da Saudade, em Pinhais.

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta quarta-feira, a Polícia Militar ressaltou que há três versões para o caso e ainda defendeu o uso de cavalaria nos jogos de futebol. Os policiais ouvidos no inquérito negam que o presidente da Fúria Independente tenha sido pisoteado por um cavalo.

Participe da conversa!
0