O presidente da Fúria Independente, principal torcida organizada do Paraná Clube, Mauro Urbim, morreu nesta segunda-feira (1º). Maurinho, como era conhecido, estava internado no Hospital do Trabalhador desde o último no sábado, após ter sido pisoteado por um cavalo da Polícia Militar, nos arredores da Vila Capanema, durante o jogo entre Paraná e FC Cascavel.

"O velório de Mauro Urbim será realizado no Ginásio 1 da Sede da Kennedy em horário ainda a ser confirmado. Diante disso, informamos que TODAS AS ATIVIDADES da nossa sede social estão suspensas nesta terça-feira (2). Assim, a venda dos ingressos para a partida de domingo contra o Pouso Alegre vai acontecer neste dia somente na Vila Capanema e online", destacou o Paraná Clube na noite desta segunda-feira.

Confira a nota oficial do Paraná Clube

Confira a nota oficial da Fúria Independente

Polícia irá investigar caso

"Nós iremos abrir um inquérito policial para saber dos fatos ocorridos. O Mauro era uma pessoa que tínhamos um estreitamento grande, sempre nos ajudou quando procurado. Lamentamos essa vida perdida", disse o delegado Luiz Carlos Oliveira, da Demafe, ao Podcast Sul.

De acordo com nota divulgada pela torcida organizada no último domingo, houve uma ação truculenta da Polícia Militar. Por outro lado, a PM culpa membros da Fúria Independente, alegando que os mesmos tentaram invadir o setor de visitantes.

Apesar disso, a torcida La Fúria Aurinegra, principal organizada do FC Cascavel, nega a tentativa de invasão e também cita truculência dos policiais desde a chegada dos seus integrantes à capital paranaense.

Participe da conversa!
0