Os skatistas tiveram, nesta terça-feira (20), o primeiro contato com a pista de aquecimento do Ariake Sports Park Skateboarding, palco oficial da modalidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2021. Os seis atletas da seleção brasileira estiveram em ação por duas horas.

"Quando eu comecei a andar de skate nunca imaginei que um dia o esporte fosse fazer parte dos Jogos Olímpicos. Quando soube, em 2016, que isso iria acontecer, vi que seria um sonho a ser realizado. Parece que demorou muito para chegar esse dia, foi um processo longo, difícil, com muitas competições para poder viver esse momento único", disse Leticia Bufoni, quarta colocada no ranking mundial na modalidade street.

+ Olimpíada de Tóquio-2021: veja como assistir ao vivo na televisão e na internet

No street feminino, além de Leticia, o Brasil conta com Pâmela Rosa e Rayssa Leal. No masculino, estão Felipe Gustavo, Giovanni Vianna e Kelvin Hoefler.

"Eu mal cheguei e já quero voltar. Pena que a próxima edição é só em 2024. Tudo está sendo uma grande novidade e estou gostando muito. Os Jogos Olímpicos vão trazer uma visibilidade bem significante para o skate por se tratar de um evento grandioso. E os Jogos ganham uma renovação com um pessoal bem jovem", afirmou Kelvin Hoefler, também quarto colocado no ranking mundial.

+ Olimpíada de Tóquio-2021: veja o calendário com datas e horários dos eventos e marque na agenda!

O Brasil terá, ainda, outros seis representantes no skate park: Dora Varella, Isadora Pacheco e Yndiara Asp, no feminino; e Pedro Barros, Pedro Quintas e Luiz Francisco, no masculino.

Em Tóquio, a disputa do skate começa neste domingo com o street masculino. No dia seguinte, é a vez das mulheres. A competição no park será nos dias 4 (mulheres) e 5 de agosto (homens).

+ Olimpíada de Tóquio-2021: todas as notícias dos Jogos!

Participe da conversa!
0