Mark Cuban, dono do Dallas Mavericks, determinou que o time não execute mais o hino americano antes das partidas da temporada da NBA. Cuban declarou apenas que foi uma decisão pessoal, sem dar mais explicações para interromper a tradição.

A organização da liga americana de basquete encampou um novo protocolo para a temporada por causa do coronavírus. Entre as orientações, que as equipes organizem os pré-jogos de forma mais sucinta possível.

O Dallas Mavericks, até então, é a única franquia a retirar o hino americano da cerimônia que antecede o início dos jogos.

Participe da conversa!
0