Com o rebaixamento para a Série B e também sem poder ter torcida em seus jogos, o Coritiba, assim como a maioria dos clubes, vive uma situação financeira complicada. E a solução, mais uma vez, pode ser a base. A próxima janela do futebol europeu pode render ao Coxa mais de R$ 35 milhões, graças a dois jogadores que estão despertando o interesse de grandes clubes de Alemanha, França e Inglaterra.

O principal deles é o atacante Igor Jesus. Aos 20 anos, o atleta vem se destacando pelo Shabab Al Ahli, dos Emirados Árabes Unidos, com quem foi negociado pelo Coritiba em outubro do ano passado. Em 32 jogos, foram 18 gols e 14 assistências. Números que despertaram a atenção do Everton, da Inglaterra, e do Olympique de Marselha, da França.

O valor de mercado de Igor Jesus é de 4,5 milhões de euros, cerca de R$ 30 milhões. No entanto, os clubes estariam dispostos a investir até 10 milhões de euros (R$ 66,8 milhões) pelo atacante. Na negociação, o Alviverde ficou com 50% dos direitos econômicos do atleta. Ou seja, em uma eventual venda, o clube pode receber até R$ 33,4 milhões.

Igor Jesus jogando pelo Cortiba
Igor Jesus subiu ao profissional em 2019| Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

Na época da transferência, o Coxa vendeu o jogador por 2 milhões de euros, R$ 11 milhões na cotação da época. Menos de um ano depois, pode lucrar o triplo disso.

Dodô também pode encher os cofres do Coritiba

Outro que pode trazer um dinheiro extra para o Coritiba no verão europeu é o lateral-direito Dodô. Atualmente no Shakthar Donetsk, da Ucrânia, o jogador de 22 anos já vem há algum tempo sendo sondado pelo Bayern de Munique, da Alemanha.

Na última temporada, até aconteceram algumas conversas, mas a negociação não evoluiu. Desta vez, segundo o auxiliar-técnico do Shakthar Donetsk, Carlo Nicolini, o clube rejeitou uma oferta de 25 milhões de euros (R$ 167 milhões) do time bávaro. A expectativa é que chegue uma proposta na cada dos 30 milhões de euros (R$ 199 milhões).

Por conta do Mecanismo de Solidariedade da Fifa, o Coritiba tem direito a 2,25% do valor da negociação, por ter sido o clube revelador, o que lhe renderia R$ 4,2 milhões caso o jogador seja vendido por 25 milhões de euros.

Dodô deixou o Coritiba no final de 2017.
Dodô deixou o Coritiba no final de 2017.| Antônio More/Arquivo/Gazeta do Povo

Desta forma, com os dois garotos revelados em casa, o Coxa pode, nos próximos meses, receber uma quantia total de R$ 37,6 milhões. Para se ter uma ideia, este valor pagaria, com sobras, ao longo de todo o ano, além de 13º e férias, a folha salarial do elenco, que atualmente é de R$ 2,1 mensais.

Participe da conversa!
0