O paranaense Célio Moraes, 44 anos, natural de Guarapuava, foi o grande campeão do MasterMinds 11, que ocorreu no H2 Club Curitiba. Em uma competição que teve 1.023 entradas e 435 reentradas, o comerciante faturou R$ 59.872. Cada entrada custava R$ 300 e o valor total de premiação chegou a quase R$ 350 mil.

“Foi muito bom, a estrutura estava muito boa. Foi um jogo bem equilibrado e nada fácil”, admitiu Moraes, em entrevista ao Resenha do Poker.

O jogador amador conta que joga desde os 16 anos, quando ainda era o “poker fechado”, e que costuma aproveitar os grandes torneios no interior do Paraná, no Brasil e no exterior.

“Estive recentemente no BSOP de Florianópolis. Já consegui bons resultados também no Paranaense, já joguei na Argentina. Dos últimos 14 torneios que disputei, fiz nove mesas finais”, conta, admitindo que a experiência faz muita diferença.

“Quanto você mais joga, mais aprende. Vai pegando experiência. Importante você começar na sua cidade, com torneios pequenos, e aos poucos ir crescendo”, conta.

Por fim, Moraes comentou algumas mãos que fizeram diferença na conquista.  Um flush com Q7, por exemplo, foi essencial no começo da mesa final. Mas o que mais chamou atenção de quem acompanhava a transmissão do site Super Poker foi o 72 da mão final, utilizado para pagar um blefe.

“Se ele tivesse apostado menos, eu não pagava. Mas quando ele apostou tudo, vi que era blefe”, resumiu.

Parabéns a ele! E fica aqui o agradecimento ao pessoal do Clube de Poker K9, de Guarapuava, que ajudou no contato com o campeão.

Três finalistas do MasterMinds 11.

Outros destaques

O segundo lugar ficou com Ademir Cuch, que levou R$ 49 mil, e o terceiro foi Alan Karas, que faturou R$ 22 mil. Importante destacar também dessa mesa final o quarto lugar, Anderson Kubicke, que foi o campeão do MasterMinds do ano passado. Duas mesas finais seguidas de um torneio com mais de mil inscritos não é algo comum. Já na sexta posição ficou Larissa Hauagge, mostrando o crescimento do poker também entre as mulheres. Ela já apareceu aqui recentemente pela terceira colocação em outro grande torneio.

Mesa final do evento principal.

Últimos torneios

O Resenha do Poker já mostrou aqui os vencedores de dois torneios e também do Torneio da Família. Para completar a lista dos campeões desse MasterMinds Curitiba, faltam duas competições.

David Basso, campeão do Super 30.

No Super 30, o torneio mais acessível do evento, com R$ 30 de entrada, o primeiro lugar com David Basso. A competição teve 93 entradas, 171 reeentradas e 68 addons. O campeão faturou R$ 2.100.

“A estrutura foi perfeita, vim para cá, joguei um torneio barato, com premiação boa e ainda levei o troféu”, comemorou Basso, em entrevista ao Super Poker.

Odair Pampuch, campeão do Omaha.

Já no Pot Limit Omaha o campeão foi Odair Pampuch, que levou R$ 5.108. O torneio teve 157 entradas, sendo que sete delas foram do campeão. Cada entrada custava R$ 150.

“Com certeza um título desses é uma alegria imensa, uma satisfação que eu não esperava, chegar em primeiro. Dei seis reentradas, mas daí começou a dar certo, veio as cartas, estou muito feliz”, afirmou, também ao Super Poker.

Parabéns a todos os campeões! MasterMinds, volta logo!

Grupo no Whats

Como os leitores mais antigos do blog sabem, temos alguns grupos do WhatsApp onde divulgamos notícias do blog e focamos nas discussões de mãos com dúvidas. Nestes grupos bad beats não são bem-vindas! Para entrar basta acessar esse link. Qualquer problema, é só escrever para robsonm@gazetadopovo.com.br. É grátis. Se quer receber por e-mail as notificações de notícias, mandar críticas ou sugestões, este e-mail também é o caminho.

Leia Mais

Duas Harleys e grandes premiações agitam casa de poker no Batel
Etapa do Circuito Resenha do Poker termina com taça ficando em casa
Com mais de R$ 400 mil em prêmios, Paraná se destaca no Brasileiro de poker
Em disputa “colossal”, Brasileiro fatura R$ 3,7 milhões no Mundial de poker
Conheça as casas de poker de Curitiba

Participe da conversa!
0