Na busca por uma regulamentação da atividade, o poker teve um importante avanço nos últimos dias. A Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei 5840/16 que reconhece o poker como atividade esportiva.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Caracterizado como jogo mental, o poker foi reconhecido junto com xadrez, damas, go (jogo de tabuleiro chinês) e bridge. Com isso, estes esportes podem ser inseridos no Calendário Esportivo Nacional do Ministério dos Esportes e integrar a Lei Pelé, que regulamenta a atividade de diversos esportes.

Segundo o texto, caberá ao poder executivo definir quais modalidades são jogos mentais, o que pode fazer aumentar esta lista. A proposta agora vai para a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da casa antes de ser votada no plenário.

“Dependendo da forma como são praticados, os esportes da mente podem se enquadrar nas diferentes modalidades definidas pela lei”, afirmou a deputada Flávia Morais (PDT-GO), relatora do projeto.

“Se eles forem praticados nos sistemas de ensino para o exercício da cidadania e a prática do lazer, serão considerados como desporto educacional”, afirmou.

Novidades

Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS:
Jogadores de poker de Curitiba terão oportunidade única de se especializar
Veja como paranaense fez R$ 1,5 mil virar R$ 140 mil em cinco dias de poker
Mundial de poker: fim do November Nine e mudança na transmissão da TV
Jogo de azar? Saiba por que não é crime jogar poker
Curitibanos têm maiores premiações da história do poker no Brasil
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Participe da conversa!
0