A decisão do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) em suspender o Cascavel CR imediatamente do Campeonato Paranaense, por causa da falsificação dos testes de Covid-19, interfere diretamente na última rodada e também nos classificados para o mata-mata do torneio.

+ ATUALIZAÇÃO: Cascavel CR consegue efeito suspensivo e enfrenta o Maringá

Como a punição já começa a valer nesta sexta-feira (14), a Cobra não poderá jogar a partida de sábado (15), contra o Maringá, que pode ser beneficiado e se classificar para as quartas de final, mesmo atualmente não estando no G8. Ou então não poder reverter uma situação por não estar em campo e ser eliminado.

Até então, seis times disputam cinco vagas restantes para a próxima fase, entre eles Azuriz e Cianorte, que se enfrentam. Como a diferença de pontos do quarto colocado para o nono é de apenas três pontos, todos os envolvidos em busca de uma vaga dependiam apenas das suas próprias forças.

+ Confira a classificação completa do Paranaense e os jogos da última rodada

Quem tem a situação mais complicada é o Maringá. Na nona posição, o time precisaria vencer o Cascavel CR, no Olímpico Regional, e tirar saldo de gols. Mas, se empatasse ou perdesse, estaria eliminado e classificaria todos os demais, independentemente dos resultados. Agora, com a decisão do Tribunal, o clube deve ganhar o confronto por W.O.

Desta forma, ao mesmo tempo que a equipe é beneficiada indiretamente, sem nem sequer entrar em campo, alguém que, atualmente, faz parte do G8, pode ser prejudicado e ser eliminado do Paranaense, uma vez que, caso não alcance o resultado necessário, não poderá contar o tropeço maringaense.

Em uma conta simples, se confirmando o W.O., o Maringá vence o confronto por 3 a 0 e pula para 15 pontos, melhorando seu saldo de gol de -1 para 2, chegando à sexta posição. Com isso, quem perde uma posição no G8 é o Cianorte.

Londrina se beneficia com decisão, Maringá terá que torcer contra concorrentes e combinação em jogo pode classificar adversários

Outro que é bastante beneficiado é o Londrina, que fica em posição confortável, uma vez que pode perder por até dois gols de diferença para o FC Cascavel, no estádio do Café, que ainda assim se classificaria, pois o Maringá não poderia alcançá-lo.

Consequentemente, se Coritiba, Athletico e Cianorte ganharem, ultrapassam o Maringá, que terá que torcer para o Leão do Vale, neste caso, ganhar por, pelo menos, dois gols de diferença, para que o saldo do Azuriz caia para dois e, assim, ficasse atrás nos gols marcados (atualmente o Maringá tem 12 e o time de Pato Branco 9).

Jogador do Londrina em ação pelo Campeonato Paranaense
Londrina é o grande beneficiado com a suspensão do Cascavel CR.| Gabriel Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Ou seja, se o duelo entre Cianorte e Azuriz, no Albino Turbay, terminar com a vitória dos donos da casa por 1 a 0, os dois times se classificam, fazendo com que Coxa e Furacão corram o risco de ficar de fora caso não vençam seus jogos.

Caso o Cascavel CR consiga o efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira, o duelo acontecerá normalmente no sábado, com tudo se decidindo no campo. Porém, se o jogo for suspenso, pode se ter mais um capítulo do Paranaense nos tribunais.

Participe da conversa!
0