Athletico e Fluminense são os favoritos para contratar o atacante Matheus Babi, do Botafogo. Os clubes apresentaram propostas para fechar em definitivo com o centroavante de 23 anos.

Matheus Babi tem os direitos divididos entre o Serra Macaense (60%) e Botafogo, que tem 40% como taxa de vitrine. Ele está emprestado ao Fogão até dezembro de 2021 e possui uma cláusula rescisória de 3 milhões de euros, cerca de R$ 20 milhões. Por isso, qualquer proposta precisa ter o aval do Botafogo.

"Estamos discutindo ainda com o Athletico, mas não temos nada definido sobre valores. Mas nós só vamos fazer o negócio com o aval do Botafogo porque é importante para o clube financeiramente. Tem que ficar bom para todas as partes. Saíram valores na imprensa, mas não são verdadeiros até porque eles ainda estão discutidos", afirma Bruno Martins, empresário de Matheus Babi.

Grêmio e São Paulo também mostraram interesse no centroavante, mas foi o Fluminense que também entrou forte na briga com o Athletico. O clube carioca disputa a Libertadores e pode usar como trunfo a adaptação do atleta ao Rio de Janeiro. O Palmeiras também monitora a situação.

Com 1,91 m de altura, Babi se destacou e foi artilheiro do clube carioca no último Brasileirão com 10 gols. Mas com o rebaixamento para Série B, o clube precisa de receita já que terá uma grande perda com cotas de televisão. Ele chega com aval do gestor Paulo Autuori, que trabalhou com o jogador no ano passado.

O Athletico conseguiu a liberação para voltar a contratar após o fim do julgamento no Caso Rony. O primeiro reforço apresentado foi o do lateral Marcinho, que também era do Botafogo, mas que não teve contrato renovado após o envolvimento do atleta na morte por atropelamento de dois professores no fim de dezembro.

Participe da conversa!
0