Mesmo que com campanhas sem destaque positivo no Brasileirão, Athletico e Coritiba contam com jogadores em uma seleta lista de atletas que mais pontuaram em ranking técnico e individual até aqui na Série A.

De acordo com o site de estatística SofaScore, os zagueiros do Furacão Pedro Henrique e Thiago Heleno, em sétimo e nono lugares, respectivamente, e o meia Giovanni Augusto, do Coxa, em décimo, estão no ranking dos top players de destaque na competição.

Considerando itens como assistências, toques, precisão, bolas longas, defesas, interceptações e ganhos em disputas, o site soma os pontos e faz uma média de acordo com as partidas em que os atletas atuaram.

No topo da lista está Marinho, do Santos, com média de 7,55, seguido por Arrascaeta, do Flamengo, com a mesma pontuação. Fecha o top 3 Vinícius, do Ceará, com 7,45.

Recuperação

O Athletico conseguiu se reestabelecer na Série A nas últimas rodadas, ao acumular quatro vitórias em cinco jogos, e subiu para a 12ª posição, com 28 pontos. A mudança de cenário pode ser atribuída, em partes, ao bom desempenho da dupla de zaga.

Pedro Henrique aparece na frente entre os representantes dos times paranaenses, em sétimo, com média de 7,34. Na vitória por 2 a 1 em cima do Fortaleza, pela 20ª jogada, o atleta chegou a a atingir a nota 8,5. O defensor tem 16 jogos na Série A. O jogador acumula seis lençóis nos adversários e 67% de vitória nos duelos.

Thiago Heleno, em nono na relação, com uma média de 7,31, atingiu sua maior nota nos último confrontos na vitória por 1 a 0 em cima do Santos, pela 22ª rodada, quando alcançou 8,4. O atleta soma 16 partidas na competição e uma assistência. Os números de destaque são a de disputas aéreas vencidas, 77%, e 90% de precisão.

Meia defensor, armador e goleador

Brigando desde o início da disputa contra a zona de rebaixamento, o Coritiba emplacou na lista o meia Giovanni Augusto, em décimo, com média também de 7,31. O jogador tem 17 jogos. Atualmente, o Coxa é o 18º colado, com 20 pontos. O meia tem quatro gols e cinco assistências no Brasileirão.

Participe da conversa!
0