A partida entre Cascavel FC e Paraná, no último domingo (14), pela primeira rodada do Campeonato Paranaense, foi exibida de forma ilegal no canal de YouTube RIC Mais, o portal de notícias do Grupo RIC.

O canal utilizou imagens ao vivo da transmissão oficial do Paraná, também no YouTube, e mostrou todo o primeiro tempo do jogo com narração da Rádio Triboleiros, com quem tem parceria comercial.

Como a RIC não tem direito de transmitir o Estadual, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) entrou em contato cobrando explicações. No segundo tempo do duelo, a live continuou apenas com áudio.

Em contato com o UmDois Esportes, o diretor corporativo de produto, conteúdo e convergência do Grupo RIC, Marcus Yabe, admitiu a falha e disse que a rádio parceira foi notificada extrajudicialmente.

"Foi um erro. Temos um parceria comercial com a Rádio Triboleiros para eles fazerem transmissões, comentários sobre campeonatos de futebol. E a equipe operacional cometeu um erro e acabou exibindo no nosso canal trechos da transmissão da live de um dos clubes", explicou Yabe.

"A gente não tinha o controle da operação. O que nos coube no momento foi fazer um pedido de explicação extrajudicial para nosso parceiro. Eles tem 24 horas para dar explicações", finalizou.

A RIC deve se manifestar oficialmente sobre o caso nesta quarta-feira (17). Procurada, a FPF não comentou o assunto. Já a Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná e dona dos direitos de transmissão do Paranaense na TV aberta, afirmou, via assessoria de imprensa, que seu departamento jurídico está ciente e averigua a situação junto com a FPF.

Rádio assume responsabilidade

A rádio Triboleiros, por sua vez, emitiu comunicado afirmando que o sinal do jogo do Paraná foi "equivocadamente transmitido em nossa live" e reforça que tal situação nunca havia acontecido antes. Além disso, "assume a responsabilidade pelas transmissões esportivas no canal do YouTube RIC Mais e pelo Portal RIC Mais".

Participe da conversa!
0