O executivo de futebol do Paraná, Felipe Gil, afirmou nesta quarta-feira (6), que o pedido de desligamento de Gilmar Del Pozzo aconteceu de forma inesperada. A declaração foi dada na apresentação do novo técnico do Paraná, Márcio Coelho. O atual treinador promete usar a experiência em escapar do rebaixamento a favor do Tricolor nas rodadas restantes da Série B.

“Fomos pegos de surpresa. O professor Gilmar (Dal Pozzo) pediu o desligamento na terça-feira pela manhã e desde então já pensamos em nomes que aceitassem o desafio desses seis jogos”, disparou o executivo.

Gil não demorou a pensar em Márcio Coelho para o cargo, uma vez que, inclusive, já trabalharam juntos, e logo sugeriu o nome ao presidente Leonardo Oliveira.

“(Coelho)Um profissional que conhece a divisão, que passou por momentos delicados dentro do Figueirense e sabe os pontos estratégicos. Foi um critério”, explicou.

Fuga do rebaixamento não é novidade para novo técnico do Paraná

Márcio Coelho já comandou o primeiro treinamento no Paraná. Foto: Rui Costa/Paraná.
Márcio Coelho já comandou o primeiro treinamento no Paraná. Foto: Rui Costa/Paraná.

O convite foi aceito de imediato pelo profissional de 42 anos, que vem com contrato apenas até o fim da competição. "As oportunidades surgem em momentos difíceis. Quando o Felipe (Gil) entrou em contato comigo em momento nenhum pensei em não aceitar. Temos muitas possibilidades”, detalhou.

O técnico paranista - o quarto na temporada - atuou como auxiliar técnico do Figueirense de 2017 a 2019 e , em 2020, assumiu a função principal.

Confira a classificação completa da Série B

“Nos últimos três anos vivi essa situação [fuga do rebaixamento]. Em 2017, nos salvamos na penúltima rodada, em 2018 na última, e 2019, com todas as turbulências, com uma rodada de antecedência. Vou tentar trazer essa experiência em benefício do que estamos passando aqui”, finalizou.

Participe da conversa!
0