O técnico Maurílio voltou a reclamar da marcação dos jogos do Paraná feita pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). Após a vitória sobre o Cianorte por 1 a 0, o treinador ainda pediu uma atuação mais firme da diretoria contra a entidade para que o clube não seja novamente prejudicado com uma maratona de partidas e tenha tempo para treinar e recuperar os atletas.

"Acho que a Federação só vê o Paraná para jogar. Já para essa partida contra o Cianorte, nós fizemos de tudo, entramos com a liminar pedindo para adiar e foi ignorado. Mas, dentro de campo, vamos fazer nossa parte. A diretoria vai fazer o melhor. Creio que coisas boas virão para o Paraná, mas acho que chegou a hora da nossa diretoria participar mais e ser mais ativa em relação a esses jogos e tentar um tempo maior de recuperação e descanso para nós", reclamou o treinador.

+Veja a tabela do Paranaense!

Entre o clássico com o Coritiba e a partida diante do Rio Branco marcada para segunda-feira (3), que foi homologada na terça-feira (27), serão quatro jogos em 10 dias. Depois da goleada sofrida para o Coxa, o time teve que viajar para Cianorte. A nova formação que Maurílio usou contra o Leão do Vale, por exemplo, foi para campo ser treinar. Para encarar o Athletico, o Tricolor terá também apenas um dia para se preparar.

Maurílio projeta clássico com o Athletico

O técnico Maurílio falou que, aos poucos, o Paraná tem conseguido formar um grupo. Para ele, o clássico com o Athletico será difícil, independente da equipe que jogar, principalmente pelo momento que o clube vive na história.

"Vivemos um momento de reformulação. O Paraná mudou todo, temos apenas alguns jogadores que permaneceram e os meninos da base. Então, com essas mudanças, você tem que fazer com que o grupo crie confiança, alternâncias dentro da partida, se conheça um ao outro. A cobrança é muito grande. Estamos lidando com essas dificuldades, e clássico é complicado. O Athletico, queira ou não queria, hoje com o momento que vive, nós preferimos nem comentar, mas vamos trabalhar", finalizou o treinador paranista.

O clássico está marcado para sexta-feira (30), às 16h, na Vila Capanema, e é válido pela quinta rodada do Campeonato Paranaense.

Participe da conversa!
0