O capitão Bruno Grassi revelou o desejo de permanecer no Paraná para a próxima temporada, mesmo após o rebaixamento para a Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (18), o goleiro lamentou a queda para quarta divisão e reforçou que é necessário ajudar o Tricolor.

Em entrevista à Rádio Banda B, após a derrota para o Novorizontino, Grassi disse que a nova diretoria tem se mostrado interessada em resolver a crise vivida no clube.

“A diretoria já mostrou que quer levar o Paraná pelo caminho certo e eu acho que isso já é o principal. O Paraná precisa ser ajudado. Eu não sei o que aconteceu tempos atrás, mas enfim, a gente precisa ajudar o Paraná, e essa diretoria já mostrou que veio para contribuir. Eu espero fazer parte desse processo”, afirmou.

Segundo ele, as conversas sobre sua permanência no Tricolor devem ocorrer na próxima semana.

“Já falei com meu empresário que a minha prioridade seria ouvir primeiro o Paraná e dar preferência, porque eu sou muito grato pela forma que fui recebido pelos jogadores, pela torcida, pelos funcionários, então eu quero continuar dando o meu melhor”, contou.

Grassi ressalta garotos da base e quer abraçar a causa para reerguer o Paraná

O arqueiro ressaltou que todo o elenco sabe das responsabilidades e lamenta o rebaixamento. “Eu posso dizer que esses jogadores que ficaram aqui deram o seu melhor. A gente tem que valorizar esses meninos que estão subindo, mostrando que tem valor”, destacou.

Ainda de acordo com Grassi, para o ano que vem o clube precisa fazer diferente e focar no objetivo desde o início.

“Brigar para fazer um paranaense bom, esse é o caminho das coisas. Passo a passo seguir para que a gente venha colocar o Paraná na Série C, depois na B. O Paraná é grande e ele continuará sendo grande. Nós jogadores temos que saber dessa responsabilidade e abraçar essa causa”, finalizou ele.

Participe da conversa!
0