O Paraná atuou apenas duas vezes no Campeonato Paranaense e ainda não sabe quando voltará a jogar oficialmente. O Tricolor pode completar um mês sem entrar em campo no próximo sábado (17). O atacante Gustavinho admitiu que as indefinições no Estadual incomodam e atrapalham a preparação do elenco.

Incomoda bastante. Nós trabalhamos em cima de jogos, para jogar no fim de semana e no meio de semana. Essa incerteza nos atrapalha. Temos essa ansiedade para jogar, mas creio que isso está por acabar, torcemos. Mas influencia um pouco, porque ficamos ansiosos para jogar”, afirmou.

O Tricolor vai para sua segunda semana de treinamentos após a flexibilização das medidas de combate à Covid-19. O Paraná esperava jogar neste meio de semana contra o Londrina no Estádio Atílio Gionédis, em Campo Largo - local indicado como solução, já que as partidas de futebol seguem vetadas em Curitiba. O grupo paranista chegou a treinar no campo da região metropolitana.

No entanto, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) acabou marcando Rio Branco e Londrina para quarta-feira (14). A expectativa é que o duelo contra o Tubarão seja no fim de semana. Destaque da vitória sobre o Toledo por 2 a 0, no dia 17 de março, última vez que o clube entrou em campo, Gustavinho também comentou sobre essa mudança, que alterou toda programação do time.

"A gente cria a expectativa do jogo, vive a semana pensando no adversário. Pra gente, estava tudo definido. Treinamos no campo que seria o jogo, mas infelizmente não ocorreu. Jogador gosta de jogar e ficamos um pouco frustrados, mas são coisas que fogem do nosso controle", finalizou.

Participe da conversa!
0