Os 20 principais clubes do país atingiram um valor recorde de dívidas na história do futebol brasileiro. Juntos, eles têm uma dívida de R$ 10,2 bilhões. Um crescimento de 17% em relação ao ano anterior. Antes da pandemia, a dívida total era de R$ 8,7 bilhões. O estudo foi realizado pela consultoria esportiva Sports Value.

O líder do ranking é o Atlético-MG, que deve R$ 1,2 bilhão. É a primeira vez que um time tem uma dívida bilionária. Quem também subiu na lista foram Cruzeiro e Corinthians, que passaram o Botafogo, o primeiro colocado no ano anterior.

O Flamengo, atual campeão brasileiro, é sétimo colocado, com dívida de R$ 680 milhões. Já o Palmeiras, atual campeão da Libertadores e Copa do Brasil, deve R$ 565 milhões e está na 10ª posição.

Entre os times paranaenses, o Coritiba aparece na 13ª posição com R$ 299,5 milhões de dívidas, sendo R$ 55 milhões de encargos fiscais. O Coxa reduziu em 3% o valor total em comparação com 2019, quando a dívida era de R$ 307,9 milhões.

Já o Athletico é o 15º na lista com R$ 200,3 milhões. Deste valor, a maior parte é referente à Arena da Baixada, já que a dívida fiscal é de R$ 13,9 milhões.

O Furacão foi o clube que mais reduziu a dívida total e também obteve o melhor desempenho financeiro na pandemia. Em 2019, o valor era de R$ 278,5 milhões, o que representa uma queda de 28%.

Veja o ranking de dívidas do futebol brasileiro

Ranking dos clubes mais endividados do Brasil
Ranking dos clubes mais endividados do Brasil| SportsValue
Participe da conversa!
0