O Londrina fez história, venceu o Vasco por 3 a 0 no Estádio do Café, em jogo válido pela 38ª rodada da Série B, e conseguiu escapar de forma heroica do rebaixamento que parecia certo. Isso porque, além de fazer a sua parte, o Tubarão contou com um tropeço do Remo, que apenas empatou em casa com o já rebaixado Confiança (0 a 0) – resultado que rebaixou o clube paraense.

As probabilidades jogavam contra. A campanha ao longo de toda a segunda divisão também não animava nem o mais fanático torcedor. Mas o Londrina entrou em campo pensando apenas em buscar o único resultado que interessava, a vitória, para só depois aguardar o desenrolar da rodada.

Talvez em sua melhor apresentação em toda a Série B, o Tubarão dominou amplamente a partida e logo criou diversas oportunidades para fazer o gol. Na primeira delas, aos três minutos, em lance bastante confuso, a arbitragem assinalou impedimento de Caprini, que foi derrubado na sequência pelo goleiro Lucão.

O Vasco chegou apenas uma vez na primeira etapa e até balançou a rede no chute de Gabriel Pec, mas o lance foi invalidado pelo toque de mão de Cano percebido pela arbitragem.

+ Confira a classificação completa da Série B e as campanhas de Londrina e Vasco

E após uma conclusão perigosa de Gegê, aos 15, o Londrina chegou ao gol dois minutos depois. Zeca invadiu a área pela direita e cruzou, Ricardo Graça se atrapalhou a marcou gol contra.

Mas Zeca deixou o melhor para a sequência, marcando um golaço aos 22, tocando por cobertura após a saída desesperada do goleiro vascaíno, que chegou a deixar a grande área no lance.

A partir daí o Londrina administrou a boa vantagem e diminuiu o ritmo, até para suportar o desgaste físico causado pelo forte calor.

A segunda etapa começou ainda melhor para o Tubarão, que ampliou para 3 a 0 em um chutaço quase sem ângulo de Caprini, com apenas um minuto de bola rolando.

Com a vitória mais do que encaminhada, os olhos da torcida ficaram então concentrados no Baenão, em Belém, onde o Remo seguia empatando sem gols com o Confiança. E de lá veio um grande susto, com o gol anulado de Neto Pessoa, que tocou com a mão na bola, logo no início da segunda etapa.

No Café, o Vasco melhorou seu rendimento e até levou algum perigo, mas perdeu a grande chance que teve para diminuir o marcador. Após toque de mão de Bidia, o árbitro, com o auxílio do VAR, marcou pênalti para o cruz-maltino. Na cobrança, Cano bateu no canto, mas César foi muito bem na bola e defendeu.

Só que as maiores emoções estavam reservadas para depois do apito final. Após alguns minutos de angústia, finalmente chegou a confirmação do empate do Remo, que manteve o Tubarão na Série B em 2022.

Ficha técnica

Série B
38ª rodada
28/11/2021

Londrina 3x0 Vasco


Londrina: César, Elacio Córdoba, Saimon, Augusto e Eltinho; Jhonny Lucas (Bidía), João Paulo (Jean Henrique), Gegê (Celsinho) e Mossoró (Marcelinho); Caprini e Zeca (Roberto).
Técnico: Márcio Fernandes.

Vasco: Lucão, Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castán e MT (Andrey Santos); Caio Lopes (Juninho), Bruno Gomes (João Pedro), Gabriel Pec (Ulisses) e Jhon Sánchez (Figueiredo); Nenê e Cano.
Técnico: Fábio Cortez.

Local: Estádio do Café
Árbitro: Antonio Dib Moraes de Sousa (PI).
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI).
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP).
Gols: Ricardo Graça (contra), 17, e Zeca, 22 do1º; Caprini, 1 do 2º.
Cartões amarelos: João Paulo e Saimon (LEC); Léo Matos (VAS).

Participe da conversa!
0