As novas medidas de combate à pandemia do coronavírus, com o anúncio do decreto de lockdown e bandeira vermelha em Curitiba, voltam a afetar os treinos dos clubes em Curitiba.

De acordo com o decreto, estão proibidos ou suspensos "Espaços de prática de atividades esportivas individuais e coletivas, localizados em praças e demais bens públicos ou privados, estendendo-se a vedação aos clubes sociais e desportivos, condomínios e áreas residenciais".

A decisão impacta diretamente o Athletico, que treina no CT do Caju, em Curitiba. Já Coritiba e Paraná treinam na região metropolitana - o CT da Graciosa fica em Colombo e o Ninho da Gralha em Quatro Barras, respectivamente.

O decreto anterior da prefeitura já proibia os treinamentos. No caso do Furacão, o clube programou a reapresentação do time principal para a próxima segunda-feira (15), que pode ser revista. O prefeito Rafael Greca fez um pronunciamento em vídeo no início da noite desta sexta-feira (12). O lockdown atinge todas as atividades por um prazo de nove dias.

O novo decreto da prefeitura aumenta ainda mais a incerteza sobre a realização de jogos na capital. Na semana passada, a Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba vetou a realização da partida entre Coritiba x Cascavel CR, que estava marcada para domingo (28), às 16h, no Couto Pereira, pela primeira rodada do Paranaense.

Na quinta-feira, a prefeitura de Ponta Grossa suspendeu a partida entre Operário e Coritiba, válido pela 5ª rodada, que havia sido marcada para este sábado (13), no estádio Germano Krüger.

Até agora, só o Athletico entrou em campo pelo Estadual, diante do Cianorte, no Albino Turbay, com o time de aspirantes. Paraná e Coxa ainda não jogaram pelo Paranaense.

Participe da conversa!
0