O Coritiba versão 2021, pouco a pouco, vai ganhando corpo. Em cinco partidas realizadas na temporada, em quatro o técnico Gustavo Morinigo mandou a campo força máxima, que pouco mudou de um compromisso para outro. A base já vem sendo montada e boa parte dela conta com reforços que chegaram a partir de janeiro.

Das 13 contratações confirmados para este ano, 12 já estrearam. Apenas o volante Jhony Douglas, que se recupera de lesão, ainda não jogou. Dos novatos, sete deles aparentam ser peças importantes para o treinador - Luciano Castán, Wellington Carvalho, Romário, Willian Farias, Val, Waguininho e Léo Gamalho.

Tirando Waguininho, que saiu do banco na derrota por 1 a 0 para o Operário, quando um Coxa misto foi a campo, todos os outros foram titulares em todas as oportunidades em que atuaram.

Luciano Castán jogou as cinco partidas do Alviverde até aqui, passando a ter Wellington Carvalho como seu companheiro a partir do segundo jogo. No meio-campo, Willian Farias se tornou o capitão da equipe e Val também se firmou. Na vitória por 3 a 2 sobre o Fantasma, na Copa do Brasil, deu o passe para o segundo gol de Léo Gamalho. O camisa 9, aliás, vem sendo o destaque entre as contratações.

Léo Gamalho e Willian Farias, dois dos reforços do Coritiba
Léo Gamalho é o artilheiro do Coxa e Willian Farias o capitão| Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

O centroavante disputou apenas dois jogos, por causa de uma lesão muscular, mas nos dois foi decisivo, balançando as redes três vezes e ajudando nas classificações do Coritiba para as fases seguintes na Copa do Brasil.

Reforços reservas, mas importantes

Além dos sete titulares, outros dois reforços vão sendo importantes para Morínigo. O primeiro é o experiente Robinho. O meio-campista jogou as cinco partidas da temporada, sendo titular em duas e vindo do banco em outras três. Virou uma espécie de 12º jogador neste começo.

Robinho em treino do Coritiba
Robinho vem sendo uma espécie de 12º jogador no começo da temporada.| Divulgação/Coritiba

Outro que também vem agradando é o lateral-direito Igor. O último a chegar no Coxa já disputou três jogos, participando da jogada do segundo gol contra o Cascavel CR e fazendo o cruzamento para Luiz Henrique garantir a classificação contra o Operário. Nas duas situações, saiu do banco de reservas e ajudou o time a conquistar as duas vitórias.

Os reforços pouco aproveitados

Dos contratados, tirando Jhony Douglas, que ainda não pode jogar, os meias Lucas Nathan e Valdeci e o atacante Tailson foram os que ainda não tiveram tantas oportunidades, atuando entre os reservas ou por poucos minutos nos jogos.

+ Mercado da Bola do Coritiba: siga as contrações em tempo real

Mercado da Bola do Coritiba
Mercado da Bola do Coritiba| UmDois Esportes
Participe da conversa!
0