O técnico José Leão, comandante do Coritiba no título da Copa do Brasil sub-20, destacou a feliz coincidência entre os Piás do Couto e o time campeão de 1985. Ambas trouxeram taças inéditas ao clube, vencendo nos pênaltis em jogos ocorridos no Rio de Janeiro. Em 85, o Coxa venceu o Bangu nos pênaltis e garantiu o título do Campeonato Brasileiro daquele ano.

“Eu fico muito feliz com o resultado hoje e com essa coincidência, certamente seremos lembrados na história do clube pelo resto da vida”, destacou Leão, em entrevista à rádio Banda B.

“É uma emoção que toma conta, e agradeço muito direção e torcida que o tempo todo nos apoiaram”, acrescentou.

A equipe venceu a competição nacional de forma invicta, anotando 21 gols. Mesclando atletas jovens com nomes que já atuaram no profissional (como Natanael e Ângelo), o Coritiba deixou para trás times favoritos e que já haviam vencido o torneio, como o Atlético-MG e o Internacional.

“A gente só era favorito contra o União-MT, mas de resto estávamos atrás em todas as pesquisas, e isso foi mostrado para os atletas”, explicou o técnico, pontuando que o importante era que o grupo acreditasse em si mesmo. “Nós sofremos, mas fomos coroados com o primeiro lugar”, completou.

Coritiba já olha para frente e prepara garotada

O Coritiba encerra a Copa do Brasil Sub-20 com a artilharia da competição, e com um grupo de atletas já olhando para o futuro. Os jovens mostraram em campo o bom trabalho técnico e psicológico desenvolvido pela equipe.

“Sou um treinador que usa todos os setores do clube. e estávamos preparados psicologicamente para hoje. Time que toma gol no final vai abalado para os pênaltis, mas trabalhamos muito estes momentos e estávamos prontos até para isso”, disse Leão.

“As categorias de base servem para formar, e nada melhor do que formar vencedores”, concluiu.

Participe da conversa!
0