Afastado do time do Coritiba desde o clássico Atletiba, quando sequer ficou no banco de reservas, o goleiro Alex Muralha perdeu espaço após constantes falhas na temporada. No entanto, seu futuro no clube ainda está incerto.

Embora a tendência seja que ele siga de fora da equipe, com Rafael William titular, o arqueiro está à disposição da comissão técnica e treinando normalmente com o restante do elenco.

Aos 32 anos, Muralha tem contrato com o Alviverde até dezembro de 2023 e a ideia não é rescindir o vínculo, pelo menos agora. Muito por conta da falta de opções para a posição.

Além dele, apenas os garotos Rafael William e Marcão fazem parte do elenco principal. Ou seja, a posição ficaria carente de um nome mais experiente e colocaria muita pressão em cima dos jovens da base.

Com transfer ban, Coritiba não poderia trazer um substituto para Muralha

Sem falar que, por enquanto, o Coritiba não pode ir ao mercado se reforçar, por causa da transfer ban imposta pela Fifa pelo não pagamento da dívida com o atacante Ezequiel Cerutti.

Ou seja, caso abra mão de Muralha, o Coxa não poderia buscar uma peça de reposição. Então, enquanto não encerrar a proibição de registrar novos atletas, a tendência é o clube não se desfazer de nenhum jogador, exceto por uma boa venda.

Até por isso, o goleiro, por enquanto, seguirá treinando no CT da Graciosa, mas como terceiro goleiro na hierarquia de Gustavo Morínigo.

Em 2022, Muralha disputou 29 jogos, todos como titular. No total, sofreu 29 gols. Somando as duas passagens, já são 80 partidas com a camisa coxa-branca, com 53 gols sofridos.

Participe da conversa!
0