Membros da chapa Coritiba Responsável, encabeçada pelo presidente Samir Namur, tentarão aprovar uma medida que manteria o dirigente no cargo até março de 2021. A questão estará entre os temas discutidos na reunião virtual extraordinária do Conselho Deliberativo (CD) desta segunda-feira (14), a partir de 19 horas, convocada para discutir o impasse do calendário eleitoral coxa-branca.

Segundo apurou o UmDois Esportes, o argumento utilizado é de que como o pleito originalmente marcado para 12 dezembro não ocorreu, seria necessária a divulgação de novo edital para assembleia geral de sócios com fins eleitorais, conforme diz segundo parágrafo do artigo 43 do estatuto coxa-branca.

Tratando-se de Assembleia Geral com finalidade eleitoral, o edital de convocação deverá ser publicado com antecedência mínima de 90 (noventa) dias e prever o horário de início e término da votação com duração mínima de 6 (seis) e máxima de 9 (nove) horas.

A medida postergaria o mandato de Samir até meados de março de 2021, quando finalmente aconteceriam as eleições do novo presidente e conselheiros. O Deliberativo, contudo, teria de votar e aprovar a mudança. A extensão do mandato, que também não está prevista no estatuto, seria amparada por leis promulgadas durante a pandemia.

De acordo com o presidente do CD e da Comissão Eleitoral, Marcelo Licheski, o assunto é natimorto, já que existe um adendo no edital publicado em 11 de setembro alertando para a possibilidade de alteração em virtude da pandemia. Mesmo assim, a questão poderia ser levada à apreciação dos conselheiros, diz Licheski.

A tese é de que como o pleito não aconteceu por causa de um fato independente do Coritiba – o decreto estadual que impede aglomerações com mais de dez pessoas por causa da pandemia de Covid-19 – não há problema na remarcação. Aliás, a votação chegou a ser remarcada para 15 de dezembro, de forma online, mas acabou suspensa por causa da desatualização de cadastros dos associados e também pela falta de confiança na empresa contratada para operar a eleição virtual.

Tabela e classificação do Brasileirão

Na reunião desta segunda, duas novas datas serão propostas: 20 de dezembro (presencial, caso haja liberação da prefeitura de Curitiba) e 29 de dezembro (virtual).

Como a bandeira dificilmente voltará para o nível amarelo após quinta-feira (18), quando acaba a validade do decreto, há grande chance de o pleito finalmente acontecer no fim deste mês, pela internet. Desta forma, os sócios aptos voto teriam 12 dias para se recadastrar no site oficial do clube, entre 15 e 27 de dezembro.

Participe da conversa!
0