Com mais uma semana inteira pela frente de treinamentos antes de encarar o Vila Nova, sexta-feira (17), às 19h, no Couto Pereira, o Coritiba terá um total de dez dias entre uma partida e outra, o maior intervalo dentro da Série B.

Até aqui na temporada, o maior período sem jogos havia sido de 14 dias, entre a eliminação no Campeonato Paranaense, em 15 de maio, e a estreia na segunda divisão, na vitória sobre o Avaí, em 29 de maio. De lá pra cá, em pouco mais de três meses, foram 25 confrontos. Uma média de um duelo a cada quatro dias.

Cinco dias depois de enfrentar o Tigre, o Coxa encara o Vitória, em Salvador. Dois adversários que brigam diretamente contra o rebaixamento.

+ Confira a classificação completa da Série B e os próximos jogos do Coritiba

Ou seja, período "confortável" para o técnico Gustavo Morínigo ajustar algumas falhas cometidas em jogos recentes e encarar adversários contra os quais é favorito, por conta do posicionamento na tabela.

Na sequência, volta ao Couto para duas partidas seguidas. No dia 25, pega o Guarani, que briga pelo acesso. No dia 28, recebe o lanterna Confiança.

Desta forma, dos próximos quatro confrontos pela Série B, três serão em casa. Com um bom intervalo entre os duelos e poucas viagens, contra times em má fase, o Alviverde terá tempo num momento crucial da competição para tentar abrir ainda mais vantagem do quinto colocado e encaminhar o acesso o mais rápido possível.

Participe da conversa!
0