Em meio a problemas financeiros ao longo da temporada, o Coritiba, aos poucos, vai colocando a casa em ordem e nos últimos dias ajustou todos os salários em carteira atrasados. A informação inicial foi do ge.com.

Segundo apurou o UmDois Esportes, os salários de junho estavam atrasados e foram quitados na semana passada. Já os direitos de imagem, aqueles que não são registrados na CLT (Consolidações das Leis do Trabalho), ainda não foram 100% quitadas.

A situação varia de jogador para jogador, com alguns com apenas um mês e outros com até dois meses de atraso. A expectativa é que até o final de agosto tudo esteja resolvido, sem que tenham pendências com o grupo.

Além do elenco, os funcionários do Coxa também tiveram parte de seus atrasados pagos, referentes ao mês de maio e a parte que faltava de junho.

Salários atrasados geraram fim de concentração e clube busca recursos

Até por conta dos atrasos salariais, o elenco alviverde havia definido, na semana passada, que não iriam mais se concentrar para os jogos realizados em Curitiba, decisão que pode ser alterada na sequência da temporada.

Com uma folha salarial que gira em torno de R$ 2 milhões por mês, o Coritiba vai buscando diversas formas de arrecadação para quitar os compromissos, como patrocinadores pontuais, empréstimo com dirigentes e até mesmo o #CoxaPix, uma forma de os torcedores contribuírem com a quantia que quiserem.

+ Confira a classificação completa da Série B e os próximos jogos do Coritiba

Em campo, o Alviverde perdeu por 1 a 0 para o Operário, no último domingo (25), e encerrou uma sequência de dez jogos sem perder na Série B. Porém, o time ainda é o vice-líder da competição, com 25 pontos, cinco a menos que o líder Náutico, e dois a mais que o Guarani, o primeiro fora do G4.

Participe da conversa!
0