O Coritiba vai apostar com mais frequência nas categorias de base nesta reta final de Brasileirão. Na vitória sobre o Vasco por 1 a 0 no último sábado (16), o técnico Gustavo Morínigo começou a partida com quatro jogadores formados pelo clube.

O lateral-direito Natanael, 19 anos, o meia Guilherme Biro, 20, improvisado na lateral-esquerda, o meia Matheus Bueno, 22, e o atacante Pablo Thomaz, 21, foram opções do treinador para o jogo.

No clássico atletiba, na 29 ª rodada, Biro foi o único atleta formado no Alto da Glória entre os titulares. Porém, contra o time vascaíno, Morínigo não teve à disposição o zagueiro Rhodolfo, o lateral-direito Mailton, o meia Matheus Sales e o atacante Cerutti, lesionados. Robson, suspenso, também desfalcou a equipe.

Além das opções escassas, trata-se de uma estratégia para testar jogadores do Coritiba que possuem mais tempo de contrato, já visando a próxima temporada. Boa parte do elenco, dos contratados, tem seus vínculos se encerrando no término do Brasileirão, em fevereiro.

Seis atletas da base participaram da vitória

Dentro de campo, Natanael e Guilherme Biro foram os que mais se destacaram. Ambos realizaram uma partida segura defensivamente e com poucos erros técnicos. Já Bueno e Thomaz foram discretos, especialmente o atacante, que ainda não convenceu como substituto de Ricardo Oliveira na frente.

Já o zagueiro  Henrique Vermudt, que substituiu Sabino, lesionado, e o meia Luiz Henrique, também pratas da casa, entraram no decorrer do confronto.

“Muitos garotos receberam a oportunidade de mostrarem [o seu futebol] e demonstraram. Isso é muito importante. Teremos atletas se recuperando nesta semana que vão somar muito”, disse o técnico Gustavo Morínigo, em entrevista coletiva.

A tendência é de que os garotos sigam no time para o próximo duelo, na quarta-feira (20), diante do Fluminense, no Couto Pereira.

Participe da conversa!
0