O Coritiba recebe o Botafogo, nesta sexta-feira (27), às 21h30, no Couto Pereira, querendo vencer para se manter com folga no topo da Série B. Invicto em casa, o Coxa tem essa vantagem, mas, além de encarar um adversário que também está na briga pelo acesso, terá pela frente um tabu. Há sete anos o Alviverde não vence o time carioca.

A última vez que isso aconteceu foi no dia 22 de outubro de 2014, quando ganhou por 2 a 0, no Couto Pereira, pelo Brasileirão daquele ano, com gols de Joel e Alex. De lá pra cá, foram sete duelos, com quatro empates e três derrotas.

+ Confira a classificação completa da Série B e os próximos jogos de Coritiba e Botafogo

O número de jogos é pequeno pelo fato de em 2015, 2018 e 2019 os dois estarem divisões diferentes. Mesmo assim, as dificuldades do Coritiba diante do próximo adversário é constante.

Para se ter uma ideia, no ano passado, quando os dois foram rebaixados, com o Botafogo inclusive sendo o primeiro a cair, o Coxa não conseguiu um bom resultado. Empatou em 0 a 0 no Rio e perdeu no Couto por 2 a 1, quando o adversário vinha de sete derrotas seguidas e depois passou mais dez partidas sem ganhar, com nove derrotas e um empate.

Neste período sem ganhar, o Coritiba também marcou poucos gols. Foram apenas cinco marcados, enquanto levou nove. No Couto, palco do próximo duelo, foram três jogos, com um empate (0 a 0, em 2016), e duas derrotas (3 a 2, em 2017 e o 2 a 1 de 2020). No primeiro turno da Série B, o Bota venceu por 2 a 0, em jogo marcado por erros de arbitragem.

Sequência do a segunda pior, mas histórico do confronto é equilibrado

Este já é o segundo maior tabu do Coxa contra o Botafogo. A pior sequência aconteceu entre 2004 e 2011, quando o Alviverde passou dez jogos sem ganhar.

Porém, no histórico geral, o confronto é mais equilibrado. Foram 51 partidas, com 16 vitórias do Coxa, 15 empates e 20 derrotas. O domínio do Coritiba até o começo dos anos 2000 era alto. Até então, em 23 jogos, o Coxa tinha vencido 11 vezes, empatado nove e perdido apenas três.

Só que a partir de 2000 em diante veio a virada carioca. Em 28 confrontos, o Alviverde só ganhou cinco, perdendo 17 vezes e conseguindo sete empates.

Participe da conversa!
0