O Coritiba jogou com 10 por mais de 40 minutos, mas ficou no 1 a 1 com o Athletico e garantiu vaga para encarar o Maringá na final do Campeonato Paranaense. Alef Manga, que já tinha feito dois gols no 2 a 1 da ida, voltou a balançar as redes neste domingo (27), no Couto Pereira, e decidiu o confronto. Pablo anotou o gol rubro-negro.

O Maringá chegou à final após ter passado pelo Operário nos pênaltis. O jogo de ida será na quarta-feira (30), às 20h, no Willie Davids. E a finalíssima está marcada para o próximo domingo (3), às 16h, no Couto. O Alviverde decidirá em casa por ter a melhor campanha.

+ Athletico x Coritiba: veja como foi!

Em relação à ida, Gustavo Morínigo mexeu só uma peça, com a volta de Willian Farias no lugar de Val. Já o Athletico teve novidades dentro e fora de campo. Lucho González substituiu Alberto Valentim, expulso na quarta (23), e colocou Zé Ivaldo, Pablo Siles e Rômulo nas vagas de Thiago Heleno, Matheus Fernandes e Jader.

Nesse cenário, os times protagonizaram um início eletrizante. Antes mesmo dos 20, o Furacão assustou três vezes, com destaque para a boa participação de Terans. Já o Coxa parou em Santos após chutes de Igor Paixão e Alef Manga. Apesar dessas defesas, o camisa 1 do Athletico mostrou insegurança e cometeu duas falhas quase fatais.

Mais organizado e eficiente, o Alviverde ampliou a vantagem no confronto aos 34 minutos. Alef Manga recebeu de Thonny Anderson e soltou uma bomba no alto - 1 a 0 no placar, 3 a 1 no agregado. O camisa 11, que já tinha marcado duas vezes na partida de ida, chegou aos cinco gols no Campeonato Paranaense.

Alef Manga comemora gol do Coritiba em cima do Athletico
Alef Manga marcou três gols em cima do Athletico nas semifinais.| Felipe Dalke/Coritiba

Confira a tabela do Campeonato Paranaense

O Atletiba pegou fogo - de vez - no começo do segundo tempo. Dani Bolt cruzou, e a bola bateu no braço de Willian Farias dentro da área. Pênalti marcado para o Furacão e cartão vermelho para o volante. Pablo cobrou com categoria. Muralha até acertou o canto, mas não conseguiu pegar - 1 a 1 aos 12 minutos.

Após o gol, porém, Lucho González trocou Davi Araújo e Rômulo por Pedrinho e Bissoli e praticamente "matou" o ataque rubro-negro. O Coritiba - apesar da inferioridade numérica - criou as melhores chances, como em bomba de Egídio defendida por Santos.

O Athletico até esboçou uma pressão no final, com incontáveis cruzamentos para a área, mas sem organização nenhuma. Com isso, o Coritiba não teve muitas dificuldades para segurar o empate em casa, fazer 3 a 2 no agregado e garantir a classificação.

Jogadores do Coritiba comemoram após empate com o Athletico
Jogadores e torcida fizeram a festa no Couto.| Atila Alberti/UmDois Esportes

A decisão do Paranaense, portanto, será na quarta-feira (30), às 20h, em Maringá, e no domingo (3), às 16h, no Couto Pereira. O Coxa vai em busca do 39° título estadual.

Ficha técnica

Campeonato Paranaense
Semifinal - Volta

27/03/2022

CORITIBA 1X1 ATHLETICO

Coritiba: Alex Muralha; Warley (Matheus Alexandre), Henrique, Luciano Castán e Egídio (Guilherme Biro); Willian Farias, Andrey e Thonny Anderson (Val); Alef Manga, Igor Paixão e Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo.

Athletico: Santos; Dani Bolt (Jader), Pedro Henrique, Zé Ivaldo e Abner; Pablo Siles (Pierre), Christian e David Terans; Davi Araújo (Pedrinho), Rômulo (Bissoli) e Pablo. Técnico: Lucho González (interino).

Local: Couto Pereira (Curitiba-PR).
Árbitro: Lucas Paulo Torezin.
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos.
Gols: Alef Manga aos 34' do 1°; Pablo aos 12' do 2°.
Cartões amarelos: Henrique, Egídio, Willian Farias e Léo Gamalho (C); Santos, Abner, Pablo Siles e Christian (A).
Cartão vermelho: Willian Farias (C).
Público pagante: 20.934.
Público total: 22.024.
Renda bruta: R$ 799.980,00.

Participe da conversa!
0