Gabriel Jesus marcou um dos gols da vitória do Brasil sobre a Coreia do Sul por 5 a 1, no amistoso desta quinta-feira (2), em Seul, e encerrou um período de 19 partidas sem balançar a rede com a camisa da seleção brasileira. Foram quase três anos desde o gol marcado na final da Copa América de 2019, diante do Peru, no Maracanã.

"Acredito em sorte, mas não nesse caso. Trabalho bastante, trabalho quieto. Não sou de retrucar. Não respondo elogios e nem crítica, foi mais o trabalho. Não só o meu gol, mas a atuação da equipe também. Viver esse ambiente da seleção, que é muito bom", disse Jesus, que reconheceu não viver seu melhor momento nos últimos jogos.

+ Confira a tabela da Copa do Mundo

"Eu não estava contente com as minhas atuações. Procurei melhorar, trabalhar. Venho vivendo um momento muito bom, tanto no clube como no pessoal. Só tenho que trabalhar que as oportunidades vão aparecer".

A briga pelas vagas no ataque da seleção brasileira para a Copa do Mundo do Catar, neste ano, seguem acirradas. O gol de Jesus é trunfo importante para continuar firme na busca para entrar na lista de convocados ao Mundial. Com a versatilidade de poder jogar aberto pelos lados, como faz no Manchester City, ganha ainda mais pontos com a comissão técnica.

Com 32 partidas, o atacante revelado pelo Palmeiras é o quarto atleta que mais atuou com a camisa da seleção brasileira no atual ciclo. Mas ele marcou apenas nove vezes no mesmo período, empatado com Philippe Coutinho, mas atrás de Neymar (16), Richarlison (14) e Roberto Firmino (10).

Gabriel Jesus terá uma janela de transferências importante neste mês. De saída do Manchester City após seis anos, o atacante negocia com o Arsenal, também da Inglaterra. Jesus goza de prestígio com o diretor de futebol Edu, com quem conhece dos tempos de seleção brasileira, e do técnico espanhol Mikel Arteta, ex-discípulo de Pep Guardiola no City. O Arsenal procura um atacante já que o francês Alexandre Lacazette negocia seu retorno ao Lyon. O Tottenham, também de Londres, é outro que monitora a situação do jogador.

Participe da conversa!
0