Flamengo e Athletico voltarão a se enfrentar nesta quarta-feira pelas semifinais da Copa do Brasil, duelo que ocorrerá em um dos piores momentos dos dois na temporada. O time carioca não vence há três jogos e vem de derrota para o Fluminense em patética atuação. Os atleticanos não ganham há cinco pelejas, tendo perdido três no período.

É verdade que o questionado técnico Alberto Valentim tem poupado jogadores em partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro, o que não justifica completamente as atuações e resultados recentes. Mesmo nos 2 a 2 de quarta-feira passada pelo mata-mata nacional o time não fez uma partida convincente, especialmente pelo fraco primeiro tempo.

"Temos que ir com o espírito de um time guerreiro", disse o treinador do Athletico, após seu time ser atropelado pelo Fortaleza, sábado, 3 a 0. Uma sugestão óbvia e, ao mesmo tempo, vazia. Fato é que a chance atleticana passa pelo nível fraco dos dois treinadores, do time curitibano e de seu adversário, Renato Gaúcho Portaluppi.

Sábado, na derrota (3 a 1) para o Fluminense, o Flamengo fez uma de suas piores atuações em muito tempo. Fica claro a cada jogo que o técnico não consegue resolver os problemas inerentes à sua própria rotina, criando soluções diante de desfalques e com uma sequência de partidas. Sim, é muito difícil, como ele mesmo diz, por isso mesmo é preciso capacidade, competência.

Coritiba na hora da verdade

Com sete pontos de vantagem sobre o quinto colocado e faltando sete partidas (21 pontos em jogo) para o fim do campeonato brasileiro da Série B, o Coritiba vive momentos decisivos na temporada. Foi fundamental a vitória sobre o Sampaio Correa depois de uma má sequência, quando fez apenas dois pontos em 12 disputados nas pelejas anteriores.

Mas ainda é cedo para ter certeza do acesso à primeira divisão. O próximo adversário é justamente o quinto colocado, CRB, em Maceió. Ou seja, uma derrota para o time alagoano reduziria a diferença entre eles para apenas quatro pontos. O confronto é extremamente importante para ambos e se o Coxa vencer, terá 10 sobre o quinto colocado, mesmo se o atual sexto, Vasco, vencer o CSA, no Rio de Janeiro.

Participe da conversa!
0