A semana foi diferente para o Athletico: classificação às semifinais da Copa do Brasil ao bater o Flamengo nos pênaltis e goleada sobre o CSA, ambas fora de casa.

Com desempenho sofrível fora da Arena da Baixada desde o ano passado, os resultados foram mais do que animadores, às vésperas de novo duelo com o Boca Juniors, pela Libertadores, quarta-feira, em Curitiba.

TABELA: veja o chaveamento completo do mata-mata da Libertadores

O técnico Tiago Nunes utilizou apenas um titular em Maceió, Wellington, isso porque está suspenso na competição internacional. Será mais um duelo com o time argentino, que os rubro-negros derrotaram por 3 a 0 (gols de Marco Ruben) na fase de grupos.

O Boca deverá contar com os reforços apresentados nesta semana: o meia Alexis Mac Allister, emprestado pelo Brighton; o promissor atacante venezuelano Jan Hurtado, que se destacava pelo Gimnasia y Esgrima; e o meia-atacante Eduardo Salvio, que estava no Benfica.

A grande expectativa é pelo acerto com Daniele De Rossi. Se o ex-ídolo da Roma chegar, talvez não atue ao lado do meia Nahitan Nandez e do centroavante Darío Benedetto, que poderão ser negociados respectivamente com Cagliari e Olympique de Marsella.

O presidente xeneize, Daniel Angelici, assegura que nenhum atleta sairá do Boca antes 1° de agosto. Mas o atacante não treinou nos últimos dias.

Com isso, Ramón "Wanchope" Ábila será o centroavante titular ante o Athletico. Carlos Izquierdoz, suspenso, e Lisandro López, lesionado, não jogarão quarta-feira. O técnico Gustavo Alfaro escalará a zaga com Paolo Goltz e Junior Alonso.

Participe da conversa!
0