Um dos principais personagens das coberturas do UFC, Joe Rogan não participou do último evento, realizado no fim de semana, em Houston, nos Estados Unidos. E a sua ausência foi um dos capítulos à parte.

De acordo com o UFC, houve um "conflito de agenda", impossibilitando a presença do norte-americano no evento. Ele acabou sendo substituído às pressas pelo ex-lutador Michael Bisping como comentarista oficial.

Rogan tem sido alvo de diversas polêmicas nas redes sociais por conta do seu posicionamento contrário à vacina contra a Covid-19, além de estar ligado também a comentários racistas.

Apesar do comunicado oficial do UFC, o presidente da companhia, Dana White, descartou a posição do próprio evento e disse que o comentarista estava disponível para trabalhar.

O chefão do Ultimate disse que o próprio Rogan é que não quis participar do evento. Em um momento no UFC 271, a multidão entoou "Free, Joe Rogan" no ginásio, apoiando o comentarista.

A expectativa é que Rogan esteja disponível novamente para trabalhar no UFC 272, em março.

Participe da conversa!
0