Ex-campeão dos pesos-pesados do UFC, o gaúcho Fabrício Werdum, comentarista do Canal Combate, destacou a disputa do cinturão dos meio-pesados, entre Jan Blachowicz e Glover Teixeira, que acontece neste sábado, pelo UFC 267. Confira abaixo o papo com o "Vai, Cavalo".

Esta é a segunda vez que o Glover Teixeira disputa o cinturão dos meio-pesados do UFC. Na primeira, foi derrotado por Jon Jones. Você acredita que agora o brasileiro chega mais bem preparado para encarar o campeão Jan Blachowicz?  

O Glover é um grande lutador. Já tive a oportunidade de treinar com ele. Além de uma excelente pessoa, é um cara que treina muito, dedica-se ao máximo e isso fica muito claro pelas lutas que já vimos dele. Contra o Jon Jones, acho que ele já estava bem preparado, mas a gente sabe o quanto ele é diferenciado e, certamente, o Glover aprendeu muito com aquela derrota. Acho que essa luta veio no momento certo para que ele se torne o novo campeão.

Tudo sobre o UFC!

Qual deve ser a estratégia que o brasileiro Glover Teixeira deve explorar para sair vitorioso neste sábado?

Acho que Glover deve explorar muito o jiu-jitsu. Ele tem facilidade em colocar os adversários para baixo e sabe se movimentar muito bem por cima. O ideal é que ele trabalhe o seu jogo de chão, minando o oponente e, claro, buscando uma oportunidade de finalizar. O Glover também está muito consciente na parte da luta em pé. Vejo ele bem focado, mas como o polonês bate bastante forte também, é melhor não arriscar. A melhor estratégia mesmo é apostar na luta no chão.

O que esperar deste duelo feminino entre Amanda Ribas e Virna Jandiroba que buscam entrar para o TOP 10 da categoria?

Tenho certeza de que vai ser um grande combate. Após a derrota sua última luta, Amanda Ribas vem com sede de vitória. Acredito que ela vá buscar mais a luta de chão. A Virna Jandiroba já mostrou em diversas lutas que possui um chão bem apurado. Vejo uma luta bem interessante e equilibrada, definida apenas na decisão dos árbitros.

Participe da conversa!
0