Veja só o Athletico. Há um mês entre direitos e taxas de intermediação, pagou R$ 14 milhões pelo atacante Matheus Babi. Agora, irá pagar por direitos, luvas e comissões, o valor de R$ 10 milhões pelo meia uruguaio David Terans, 26 anos.

Segundo os conselheiros científicos do Caju, entre eles Paulo Autuori, Terans será a solução para todos os problemas do meio-campo do Furacão. Os conselheiros foram os mesmos que disseram que Matheus Babi seria a solução imediata de gols. Ganha uma passagem para a Índia, quem lembrar de um único chute que Babi deu a uma meta adversária desde que chegou.

O Athletico já vem de uma experiência traumática. Pelas mãos de Paulo André escorreram mais de R$ 40 milhões com Marquinhos Gabriel, Aguillar, Alvarado, Geuvânio, Jorginho, Fabinho, Canesin e Richard. 

Resta saber se esse não é uma remake do filme produzido e dirigido por Paulo André, agora, sob o comando de Autuori e, da mesma forma, a anuência de Mario Celso Petraglia.

Mas se Terans será a solução para os males do meio campo e, se Babi, um dia fará um gol, é um outro problema. O que eu quero confessar é o seguinte: não sei se o meu mundo específico do futebol continua periférico e, então, não estou, ainda, preparado para aceitar como normais certas situações, ou, não sei se perdi a exata noção dos valores no mercado de futebol.

Clássico

A grande atração (se é que cabe essa expressão) dessa fase do Estadual deveria a disputa entre Paraná e Athletico. Está no condicional porque começa nesta segunda, na Vila Capanema, mas não se sabe quando termina. Não se sabe, aliás, se termina. Coincidindo com Sul-Americana, Copa do Brasil e Brasileirão, o segundo jogo fica ao Deus dará.

Participe da conversa!
0