As versões de fatos do futebol são sempre promissoras – o ópio do povo de arquibancada. Nem todas são verdadeiras, mas bem investigadas sempre têm um fundo de verdade.

Não foram poucas as vezes que o lateral-direito Daniel Alves foi colocado dentro do Athletico. Agora, quando deixou o Barcelona, chegou a mandar mensagens para Mario Celso Petraglia. De São Paulo, colocou “perdigueiros” para jogar no Furacão até a Copa do Mundo.

O silêncio do Furacão descartou Daniel e mandou-o para jogar no Pachuca, do México.

Qual teria sido o motivo do desinteresse do Athletico? 

Tenho para mim que a decisão passou por Luiz Felipe Scolari, o Felipão.

Lembrei agora que Daniel Alves pouco o auxiliou na Copa de 2014, no campo ou fora dele, sendo afastado do time. Ser humano puro, com uma forma católica, Felipão não é de guardar mágoas.  Exatamente por isso guarda alguns sentimentos. Mas como ninguém sabe que qualquer ambiente fica desconfortável com a presença de Daniel Alves. E que nada iria acrescer ao time rubro-negro fora o marketing.

Se foi isso, mas uma vez o Athletico tem que agradecer a Felipão.

Participe da conversa!
0