“Pimenta nos olhos dos outros é refresco” é uma expressão da cultura popular portuguesa, que os brasileiros imprimem um sentido figurativo quando se ignora o sofrimento alheio.

Os conselheiros do Coritiba recusaram a prestação de contas da ex-diretoria comandada por Samir Namur. Os integrantes do extinto G-5, Samir, Baggio, Barros, Mesquita e Durão passam a ser, portanto, “ficha suja” na história do clube. Samir e os outros antigos cartolas não gostaram. “Decisão 100% política”, contestam.

No entanto, em 2018, incentivaram que os conselheiros censurassem publicamente o ex-presidente Rogério Bacellar. E, não permitiram que fosse aceita a revisão das contas de Vilson Ribeiro de Andrade, enquanto presidente do clube, mesmo sabendo que elas encampavam as dívidas de todas as administrações anteriores do clube e não só as dele.

Com os olhos bem ardidos, Samir, Baggio, Barros, Mesquita e Durão terão que explicar qual razão de que nas contas prestadas, 2 + 2 não somam 4.

Participe da conversa!
0