O Paraná precisa de mais para a Série C. O técnico Maurílio repetiu a escalação da equipe diante do Azuriz em busca da terceira vitória consecutiva, mas acabou ficando só no empate com o time de Pato Branco. A classificação antecipada, à frente dos rivais na tabela, no entanto, surpreende.

O Tricolor tem sentido dificuldades para encontrar soluções dentro das partidas quando encara equipes mais organizadas, foi assim contra Coritiba, Athletico e o contra o próprio Azuriz.

O time vem em evolução, é verdade, mas ainda é pouco para quem vai enfrentar adversários duríssimos já na primeira fase da Terceirona. O Tricolor precisa de mais reforços, mas também precisa de mais do comando técnico. Até aqui, o Paraná mostrou poucas variações e jogadas ensaiadas, por exemplo, fruto de treinamentos. A maratona de jogos, sem tempo para ajustes, pode explicar.

+ Veja a classificação do Paranaense

Mas também não se pode negar que Maurílio tem feito bastante com o que tem à disposição, pensando em toda crise externa do clube. Um exemplo foram as mudanças no setor defensivo após a goleada sofrida para o Coritiba. Bruno Grassi, Hurtado e o jovem Bryan deram outra segurança à defesa, que saiu de 10 gols sofridos para apenas um gol em quatro partidas. Mostrando que, após 11 jogos, o treinador conhece o elenco.

No entanto, para um time que quer conquistar a vaga na Série B de 2022, não dá para depender apenas de um bom sistema defensivo e de atuações individuais na frente. Situação que vem acontecendo nas últimas rodadas. Diante do Cascavel CR, por exemplo, foram dois gols de Juninho. Além disso, não dá para esperar por esporádicas boas atuações de Maxi Rodríguez, que será peça fundamental na Série C se estiver 100%, mas ele precisa de companheiros que contribuam no ataque.

Maxi Rodríguez será peça fundamental na Série C. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes.
Maxi Rodríguez será peça fundamental na Série C. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes.| Albari Rosa/Foto Digital/UmDois

Por outro lado, a classificação antecipada para as quartas de final surpreende. No ano passado, o Tricolor garantiu a última vaga somente no jogo derradeiro. Nesta temporada, a equipe de Maurílio está na frente de Athletico e Coritiba.

Mas, dentro de todas as dificuldades depois de uma reformulação, o Paraná mostrou superação e tem alcançado os objetivos aos poucos.

A classificação atual do Paranaense, a terceira posição, com 15 pontos, claro, não pode mascarar os problemas do time, nem os desafios que virão pela frente - seja no mata-mata do Paranaense ou na Série C. Até o começo do Brasileiro, o Paraná deve ter mais saídas e chegadas no elenco, a ver como o time evolui daqui para frente.

Participe da conversa!
0