Diogo Costa Marques / Gazeta do Povo
Jogadores do Paraná comemoram gol da vitória sobre o Coritiba

Passou meio batido após a vitória do Tricolor por 3 a 2 sobre o Coxa, no último final de semana, o que quebrou um tabu de 17 anos no Couto Pereira, mas vale destacar. Caso não chegue a final do Paranaense, a equipe paranista encerrará 2013 sem saber o que é perder para os rivais da capital.

O curioso é que, nos confrontos contra Atlético e Coritiba, o Paraná venceu quando jogou como visitante e empatou quando era o mandante. A vitória de 1 a 0 no Janguito Malucelli contra o Rubro-Negro ocorreu no primeiro turno. Na Vila Capanema, 2 a 2. Já contra o alviverde, 0 a 0 em casa e o citado fim do tabu.

Apesar de todos os problemas já conhecidos, como atraso de salários e a necessidade de ter que leiloar um patrimônio, o desempenho contra os rivais cria uma expectativa de tempos melhores para os paranistas. Em dois meses a Série B irá começar e o clube pode se segurar nestes resultados para demonstrar que nem tudo o que foi feito até agora precisará ser mudado.

Reforços serão necessários, isto é óbvio. Mas só o fato de não ser mais o saco de pancada na aldeia já traz uma esperança para os tricolores.

Participe da conversa!
0