Embalado pela goleada por 5 a 0 sobre o Paraná, e mostrando evolução, o Coritiba foi a campo contra o FC Cascavel, nesta segunda-feira (3), como favorito. Só que teve pela frente uma situação que ainda não tinha vivenciado ao longo do Campeonato Paranaense, a de enfrentar um time que também quis ir para cima. O resultado disso, foi a primeira derrota em casa.

Desde os primeiros minutos a Serpente já mostrava que não ia jogar na defesa, explorando o contra-ataque. Bem pelo contrário. Atacou, pressionou e deu trabalho a Wilson. Uma circunstância que, possivelmente, os comandados de Gustavo Morínigo não esperavam.

Tanto que as melhores chances nos 45 minutos iniciais foram da equipe visitante, que deu o famoso "nó tático" no Coxa. A superioridade do FC Cascavel era visível e foi compensada com o belo gol de Léo Itaperuna, aproveitando todo o espaço que teve entre a marcação do meio-campo e da defesa.

Tcheco orienta os jogadores do FC Cascavel contra o Coritiba
Tcheco armou o FC Cascavel de uma maneira que que encurralou o Coritiba| Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

No intervalo, Morínigo mexeu taticamente no Coritiba, que voltou mais agressivo, pressionando o FC Cascavel dentro de sua área. O rápido empate, com dez minutos, em pênalti cobrado por Léo Gamalho, podia ter mudado a história da partida. O Alviverde, naquele momento, era melhor em campo.

Só que outra vez, em bobeira da defesa, sofreu o baque do segundo gol, marcado por Giaretta, em bela jogada. Depois, Luciano Castán completou a má atuação da defesa na noite, com um gol contra difícil de ser explicado.

Àquela altura o FC Cascavel voltou a ser dono do jogo. Se impôs, trabalhou as jogadas, com e sem a bola. O Coritiba tentava de várias formas atacar, mas sofria um bloqueio pelo meio e os cruzamentos pelos lados não surtiam efeito. Nem as substituições, que já pareciam ser para movimentar o elenco do que esboçar uma reação.

Contra o Coritiba, FC Cascavel reforçou a boa campanha no Estadual

A última esperança foi o golaço de Willian Farias, em chute de fora da área. Mas nem isso acordou o Coxa, que seguiu preso à postura da equipe de Tcheco, que, por sinal, vem fazendo um Campeonato Paranaense irretocável. Seria líder isolado se não fossem os seis pontos perdidos no TJD.

De qualquer forma, a Serpente mostrou que pode incomodar qualquer adversário, enquanto o Coritiba ainda precisa corrigir alguns pontos, principalmente contra times que também o atacam.

Participe da conversa!
0