O empate sem gols com o Coritiba, no último sábado (9), fez a defesa do Athletico chegar ao quarto jogo seguido sem sofrer gols. Antes do clássico, o Furacão também não havia sido vazado nas vitórias contra Bragantino, Vasco e Botafogo. É a maior sequência até aqui na temporada.

Em outras duas vezes, o Rubro-Negro ficou, no máximo, três partidas consecutivas sem sofrer gols, contra Colo-Colo (2 a 0), Bahia (1 a 0) e Jorge Wilstermann (0 a 0); e diante de Goiás (1 a 0), Atlético-MG (2 a 0) e Santos (1 a 0), entre jogos do Brasileirão e da Libertadores.

Atualmente, o Athletico tem a sexta melhor defesa do campeonato, com 28 gols sofridos, uma média de 0,73 por partida.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

Apesar da sequência positiva, o técnico Paulo Autuori fez mudanças no sistema defensivo com trocas na lateral-direita e na zaga nos últimos quatro jogos. Contra Bragantino e Coritiba, o comandante optou por Khellven como titular na lateral, enquanto diante do Vasco e Botafogo a escolha foi Jonathan. Dupla de Thiago Heleno, o zagueiro Pedro Henrique só ficou fora contra o Bragantino por lesão - neste jogo Zé Ivaldo começou jogando.

"Outra pequena vitória foi continuar a não sofrer gols. A atuação do Khellven foi muito boa em termos competitivos, algo que ele precisa melhorar muito no dia a dia, porque qualidade tem", disse Autuori, em entrevista coletiva.

O Furacão volta a campo contra o São Paulo, no domingo (17), às 16h, na Arena da Baixada, pela 30ª rodada do Brasileirão.

Participe da conversa!
0