Começou a "era Felipão" no Athletico. Contratado após a demissão de Fábio Carille, Luiz Felipe Scolari começou as primeiras atividades no clube. Com dupla função (diretor e técnico), ele chegou a Curitiba, comandou o primeiro treino no CT do Caju no sábado (7) e depois assistiu à vitória do Furacão contra o Ceará, na cabine da Arena da Baixada. Felipão vai estrear no comando da equipe contra o Tocantinópolis, terça-feira (10), no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Em sua primeira entrevista, Felipão contou que vem conversando com o presidente Mario Celso Petraglia há cerca de um mês. A ideia era começar uma nova fase na carreira como diretor mas, com a necessidade atual do clube, ele vai seguir no comando da equipe pelo menos até o final da temporada.

"Eu estudei bastante pra terminar a minha carreira como técnico e começar outra. A gente vinha mantendo contato e agora quando venho ao Athletico de uma forma um pouco diferente, como técnico. Não era o posicionamento inicial (vir como treinador), mas vou terminar essa situação e começar uma nova, provavelmente no final do ano", disse à Furacão Live.

Auxiliado por Carlos Pracidelli e Paulo Turra, Felipão detalhou como será o início dos trabalhos no CT do Caju.

"Nesses primeiros momentos, que haja uma solidificação das nossas posições no campeonato que estamos disputando, observando também as categorias de base, seus treinadores, e como eu gostaria que seguisse um trabalho pro futuro, como eu vejo o futebol, para que tenhamos uma equipe bem definida, tentando fazer com que o Athletico cresça nacionalmente e mundialmente em termos de resultados".

+ Veja a tabela completa da Copa do Brasil

Felipão reforço a importância da integração entre todos os departamentos do clube e falou sobre como pretende trabalhar com a equipe.

"Vejo que as possibilidades são muito boas. Na formação de um elenco, não são apenas as contratações, chegar, colocar e vai dar certo. Tem que ter adaptação, trabalho, equipe, ver a conexão com quem esses que estão chegando, saber as características de todos e ver como se encaixam. Não é de um dia pro outro. A nossa torcida pode ficar tranquila que vamos trabalhar com muita vontade e dedicação, mas pedimos um pouquinho mais de calma porque temos que fazer essa mescla devagar, ir colocando aos poucos e ajustando pra que a gente tenha um time organizado taticamente e que todos possam saber o que um faz e como se adaptar ao outro", disse.

Com Felipão, o Athletico tenta passar para as oitavas de final da Copa do Brasil e da Libertadores. Na primeira, decide a vaga contra o Tocantinópolis, depois de golear por 5 a 2 no primeiro jogo. Já no torneio continental, o Athletico está na lanterna do Grupo B, e precisa apenas vencer seus dois jogos na Arena (Libertad, no dia 18, e Caracas, no dia 26) para se classificar. Veja aqui os detalhes.

"Confio plenamente que temos chances claras em todas as competições, e de melhorar no Brasileirão. Aos poucos vamos fazendo aquilo que é necessário para que o Athletico tenha uma performance que agrade a todos".

+ Veja a tabela completa da Libertadores

Antes da estreia, o pentacampeão mundial deixou um recado para a torcida atleticana.

"Nós queremos o carinho e que a torcida possa entender um pouco do que estamos falando e fazendo para nos ajudar nos momentos principais. A torcida do Athletico é fora de série. Sabendo que vamos ter dificuldades em alguns momentos, nós precisamos deles junto conosco. Tenho certeza que até o final do ano vamos fazer com que a torcida se sinta muito mais feliz do que já é, com tudo aquilo que vem sendo feito. Quero trabalhar pelo Athletico de uma forma totalmente e completa para que eu também me sinta satisfeito".

Felipão estreia no comando do Athletico contra o Tocantinópolis nesta terça-feira (10), às 21h30, na Arena da Baixada, pela terceira fase da Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, o primeiro jogo será contra o Fluminense no próximo sábado (14), às 21h, no Raulino de Oliveira.

Participe da conversa!
0