Impedida de entrar no estádio pela diretoria, a torcida do Athletico fez uma enorme festa fora da Arena da Baixada nessa quinta-feira (30), antes, durante e depois da vitória sobre o Peñarol, que garantiu o clube na final da Sul-Americana.

E o barulho da comemoração, mesmo que discretamente, chegou aos ouvidos de quem estava em campo, revelou o meia-atacante Nikão. O jogador, autor de um gol e uma assistência no duelo, confessou que isso o motivou.

“A torcida é a alma do futebol, sou suspeito para falar porque temos uma torcida que empurra do começo ao fim, que canta, que chora, que passa as emoções conosco. Hoje, não me lembro o minuto certo, mas ouvi a torcida cantando mesmo lá de fora. E isso mexe conosco em campo. Não cabe a mim vir comentar a questão [da posição da diretoria], mas poder ouvir, mesmo que baixo, nos ajudou a encorpar e entender tudo o que querem de nós, que é garra e determinação”, falou o camisa 11.

Sem autorização da Justiça para entrar na Arena, os torcedores recepcionaram o time com fogos de artifício, cânticos e muitos sinalizadores na entrada do ônibus no estádio. Um sócio, no entanto, chegou a entrar no estádio com uma liminar, mas acabou barrado na última hora pelo clube.

Participe da conversa!
0