O Athletico investiu R$ 63 milhões em reforços para a temporada, mas não é possível comprar no mercado um time pronto, organizado e, principalmente, com atitude e intensidade. Por isso, o Furacão perdeu pela quarta vez em seis rodadas do Brasileirão neste sábado (14), diante do Fluminense, em Volta Redonda.

O placar de 2 a 1 foi construído com dois gols de Germán Cano, o primeiro logo aos sete minutos de jogo. Até então, a equipe comandada por Fernando Diniz encurralava a formação com três volantes (Hugo Moura, Erick e Matheus Fernandes) escalada por Felipão.

O atacante argentino ainda ampliou aos 32 da etapa final, antes do zagueiro Matheus Felipe descontar nos acréscimos, primeiro gol atleticano longe da Baixada na Série A.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão e todos os jogos do Athletico

Em sua segunda partida pelo Rubro-Negro, Scolari cansou de chamar os jogadores para orientar e cobrar, mas nada parecia funcionar. A bola queimava nos pés do time paranaense, que chegou a construir uma grande chance em passe de Abner que Pablo mandou para longe, dentro da pequena área.

Houve também um pênalti não marcado no zagueiro Pedro Henrique, fato que certamente poderia mudar os rumos do duelo. Mas continuou faltando conjunto e organização ao Athletico, que contratou Felipão justamente para tentar consertar os erros de planejamento da temporada, iniciada com Alberto Valentim e com 21 dias de Fábio Carille.

Com o meia Marlos no lugar de um dos volantes, houve uma leve melhora no início do segundo tempo. Não a ponto de concretizar o empate, muito menos a virada. Vitor Roque, Pedro Rocha e Cuello ainda entraram no setor ofensivo. Vitinho e Matheus Fernandes deixaram o jogo lesionados.

No entanto, o momento é de mobilização total. Na quarta-feira (18), o Furacão decide sua vida na Libertadores. Se vencer o paraguaio Libertad, a partir das 19h, na Arena da Baixada, pode seguir brigando pela classificação – e até pela liderança do grupo B.

Qualquer outro resultado complica demais o cenário do Furacão em seu objetivo mais importante em 2022. E com tempo escasso para treinos, a mobilização começa de fora para dentro, com a torcida dando um voto de confiança de que ainda há tempo para consertar/arrumar/organizar, o que não pode ser comprado.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 6ª rodada
Fluminense 2 x 1 Athletico

Fluminense: Fábio; Yago Felipe, Nino, David Braz (Luccas Claro) e Pineida; Wellington, André (Nonato), Martinelli (Arias) e Nathan (Willian); Luiz Henrique (Caio Paulista) e Cano.
Técnico: Fernando Diniz.

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Matheus Felipe e Abner; Hugo Moura, Erick (Marlos) e Matheus Fernandes (Pablo Siles); Canobbio (Vitor Roque), Vitinho (Cuello) e Pablo (Pedro Rocha).
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Local: Raulino de Oliveira (Volta Redonda-RJ).
Data: 14/05/2022.
Gols: Cano aos 7' do 1ºT e aos 32' do 2ºT; Matheus Felipe aos 45' do 2ºT;
Cartões amarelos: Pablo Siles, Cuello (CAP); Arias, Willian Bigode, Yago Felipe (FLU).
Árbitro: Ramon Abatti Abel (SC).
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Éder Alexandre (SC).
VAR: Vinicius Furlan (SP).

Participe da conversa!
0