Cinco jogos, quatro vitórias e uma improvável classificação às oitavas de final da Libertadores. Aos 73 anos de idade, Felipão não poderia estar mais feliz com seu início de trabalho no comando do Athletico.

"Até minha esposa diz isso, que estou mais alegre, feliz", admite o comandante, que nessa quinta-feira (26) viu o Furacão golear o Caracas por 5 a 1, na Arena da Baixada e ficar com o segundo lugar no grupo B, perdendo para o Libertad no saldo de gols.

+ Confira a tabela completa da Libertadores 2022

Em entrevista coletiva, Scolari se mostrou encantado com o projeto do clube. Falou que chega ao CT do Caju todos os dias às 9 horas, assiste aos treinos das categorias de base e, em resumo, cobriu de elogios o que tem sido feito pelo presidente Mario Celso Petraglia.

"Pena que só vim trabalhar agora no Athletico", comentou o treinador multicampeão, que revelou estar feliz por poder contribuir para futuro do clube. Independentemente de sua idade.

"Como o Ancellotti [Carlo, técnico do Milan] disse, não me vejo velho, não sou velho. Conheço alguma coisa de futebol e, principalmente, características de jogadores e, se tiver bom grupo, a gente consegue alguma coisa. Você vai me ver assim também nas derrotas, não se vive só de vitórias, mas junto com esse grupo pretendemos alguma coisa a mais nesse ano", completou o comandante.

Participe da conversa!
0