A goleada por 4 a 0 sobre o Tocantinópolis, nesta terça-feira (10), na Arena da Baixada ficou marcada por diversos motivos: a classificação do Athletico para as oitavas de final da Copa do Brasil, a estreia de Felipão no comando da equipe, e também as voltas de jogadores que estavam lesionados.

No segundo tempo, já com o resultado definido, Luiz Felipe Scolari aproveitou para fazer alguns testes e dar ritmo a alguns atletas, dois deles em especial: Dedé e Matheus Babi.

Contratado no final de março, o zagueiro Dedé foi relacionado para os dois últimos jogos do Furacão, contra The Strongest, da Bolívia, pela Libertadores, e Ceará, pelo Brasileirão. No entanto, ainda não tinha entrado em campo, o que aconteceu nesta noite, quando jogou o segundo tempo.

"Importante demais (voltar). Agradecer a todos, não acreditei quando recebi o convite de estar aqui, agradecer ao presidente (Petraglia), ao Alexandre (Mattos, CEO de Negócios de Futebol e Áreas Nacional e Internacional), que foram os que iniciaram esta trajetória. Uma honra poder estrear, vestir esta camisa de verdade, sentir o calor da torcida, sair bem do jogo. Para muitos parece ser pouco, mas quem vê uma trajetória, uma batalha grande não calcula o que se passa lá dentro. Me emocionei e fiquei feliz demais", disse ele, em entrevista ao Sportv.

Matheus Babi recebe orientações de Felipão em Athletico x Tocantinópolis
Matheus Babi entrou aos 24 do segundo tempo.| Atila Alberti/UmDois Esportes

Já Matheus Babi voltou a jogar depois de quase dez meses. O atacante se machucou no dia 25 de julho do ano passado, quando sofreu uma lesão no joelho direito e precisou passar por uma cirurgia.

Opções que Felipão vai ganhando para um início de trabalho com vários jogos em sequência. O próximo compromisso do Athletico é no sábado (14), quando enfrenta o Fluminense, no Raulino de Oliveira, pelo Brasileirão.

Participe da conversa!
0