O auxiliar técnico Wesley Carvalho, do Athletico, afirmou que o trabalho com os jogadores no último dias foi mais mental do que em campo. Após três derrotas seguidas - entre elas uma goleada na Libertadores -, o momento era de dar confiança ao elenco.

"Foi intenso. Momentos como esse, às vezes, o treinamento de campo, não é tão importante. Tivemos que levantar a autoestima dos atletas para que eles possam fazer um jogo. Esses dois dias foi mais trabalhar o mental dos atletas e mostrar que eles são capazes, como já demonstraram antes", declarou após a vitória sobre o Ceará por 1 a 0 pelo Brasileirão.

+ Confira a tabela do Brasileirão

Carvalho ainda comentou a chegada de Felipão, que assistiu ao jogo das cabines da Arena da Baixada e passou orientações via rádio, e disse que o novo técnico deu liberdade para que ele definisse os titulares.

"A conversa com o Felipão foi muito boa. Estar perto dele é fantástico. Muito feliz em trabalhar com ele novamente e espero sugar o máximo. Ele me deixou muito à vontade [para escalar]. Eu tive uma conversa com ele. Ele me disse para tocar, que ele assumia a responsabilidade. Eu disse é esse time e ele aceitou", afirmou.

Carvalho ainda revelou uma brincadeira de Felipão, que lhe disse antes da partida: "Vamos começar bem. Trate de ganhar o jogo".

Carvalho fala sobre desafios de Felipão no Athletico

O auxiliar também falou sobre o grande desafio de Felipão no comando do Athletico. Segundo Wesley Carvalho, o calendário apertado é o fator principal.

"O ponto mais difícil é o tempo para treinar. Não é fácil. Vamos ter que ser bastante detalhistas e eficazes neste tempo que ele vai ter. Dentro das correções dele, o tempo é pouco. É muito mais conversas, vídeos, e o treinamento é educativo. Mas ele é experiente, vai tirar de letra.

Felipão estreia no comando do Athletico contra o Tocantinópolis já na terça-feira (10), às 21h30, novamente na Arena da Baixada, pela terceira fase da Copa do Brasil. Pelo Brasileiro, o primeiro jogo será contra o Fluminense no próximo sábado (14), às 21h, no Raulino de Oliveira.

Participe da conversa!
0