O Athletico começou a temporada acumulando problemas no departamento médico. Atualmente, o Furacão tem 11 jogadores em tratamento (veja a lista no final da matéria), desde lesões musculares até casos mais sérios que passaram por procedimento cirúrgico.

O último com lesão confirmada foi o zagueiro Thiago Heleno, que machucou o ombro no primeiro jogo da semifinal contra o Coritiba, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Paranaense. O "General" terá que passar por cirurgia e deve ficar afastado por até dois meses.

No amistoso contra o América-MG, na segunda-feira, o zagueiro colombiano Nico Hernández ficou apenas nove minutos em campo. Ele deixou o campo sentindo o joelho e precisou ser substituído por Matheus Felipe. O jogador está sob avaliação, e o clube ainda não se manifestou sobre a possibilidade de lesão.

Antes de Thiago Heleno, outros jogadores se machucaram recentemente, como os volantes Erick, Léo Cittadini e Matheus Fernandes. O atacante Pedro Rocha sofreu uma lesão na panturrilha no começo de fevereiro e a previsão de retorno é no início de abril.

Casos cirúrgicos

Os casos mais sérios do elenco foram de Matheus Babi, Kawan, Reinaldo e, por último, Julimar. Os quatro tiveram lesões no joelho e passaram por cirurgia.

Babi teve uma lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito na partida contra o Internacional, em julho do ano passado. Ele está na reta final de recuperação. O atacante chegou no Furacão no início da última temporada, contratado por R$ 12 milhões, como a grande esperança de gols da equipe. Até a lesão, ele marcou somente quatro gols em 23 jogos.

Os dois últimos com lesões graves foram os atacantes Reinaldo, que rompeu o ligamento cruzado posterior do joelho esquerdo no dia 21 de fevereiro, durante um treinamento no CT; e Julimar, com uma lesão no ligamento cruzado anterior direito no dia 20 de março, na vitória contra o Londrina, pelo Paranaense.

Matheus Babi lesionou o joelho no ano passado
Matheus Babi lesionou o joelho no ano passado| Albari Rosa/Arquivo/ Foto Digital/UmDois Esportes

Recuperações

Dois jogadores se recuperaram de lesões graves e voltaram a jogar pelo Athletico em fevereiro - o zagueiro Lucas Halter e o meia Bruno Leite.

Halter voltou a jogar depois de quase nove meses parado, após sofrer uma lesão no tendão de Aquiles do pé esquerdo. Ele foi titular no amistoso contra o América-MG.

Leite ficou fora dos gramados por um ano. Ele passou por cirurgia para reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo em fevereiro de 2021, e voltou a jogar contra o Azuriz, no dia 13 de fevereiro deste ano.

Departamento médico do Athletico:

Matheus Babi (joelho/cirurgia)
Kawan (joelho/cirurgia)
Reinaldo (joelho/cirurgia)
Erick (lesão muscular na coxa)
Lucas Fasson
Pedro Rocha (panturrilha)
Matheus Fernandes (lesão muscular na coxa)
Léo Cittadini (quadril)
Julimar (joelho/cirurgia)
Thiago Heleno (ombro/cirurgia)
Nico Hernández (joelho)

Participe da conversa!
0