Foi iniciado na manhã desta terça-feira (27) o julgamento do torcedor do Paraná Deyvis Lourival Moreira de Silva Júnior, mais conhecido como Juninho. Ele é suspeito do assassinato de Lucas Gonçalves, 24 anos, torcedor do Coritiba, morto em uma briga de torcidas no bairro Xaxim, em Curitiba, em novembro de 2019.

O júri popular é presencial, mas restrito, com a presença apenas do réu, testemunhas, juiz, promotores e advogados de defesa. Juninho é apontado por testemunhas como o autor dos disparos que atingiram Lucas.

O torcedor do Coxa foi atingido na cabeça e morreu no hospital dois dias depois. De acordo com a defesa de Juninho, a briga teria ocorrido após uma invasão de torcedores do Coritiba a uma festa em que integrantes da Torcida Organizada Fúria Independente, do Paraná, estavam.

A expectativa é que o julgamento de Juninho dure dois dias. O torcedor do Paraná responde ao crime em regime fechado na Penitenciária Estadual de Piraquara.

Torcedor do Coritiba tinha histórico de violência

Lucas Gonçalves era considerado um dos torcedores "linha de frente" quando o assunto era violência entre torcidas. A vítima ainda possuía histórico criminal com algumas passagens pela polícia por furto, receptação, lesão corporal e tráfico de drogas.

Acompanhe ao julgamento AO VIVO:

Participe da conversa!
0